Q

Previsão do tempo

19° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 23° C
19° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 23° C
19° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 25° C

Condenado com pena suspensa por agredir pai

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Um homem que agrediu com um cinto o pai de 91 anos foi condenado na passada quinta-feira pelo Tribunal de Alcobaça a um ano e oito meses de prisão. A pena ficou suspensa.
Arguido mostrou-se arrependido e foi condenado com pena suspensa

As imagens da agressão foram gravadas pelo telemóvel de uma testemunha que se apercebeu da situação, ocorrida a 13 de junho do ano passado, em Alcobaça.

O vídeo foi partilhado nas redes sociais e mostra a altura em que Fernando Rodrigues, de 60 anos, dá bofetadas e está com um cinto a bater no pai, de 91 anos, que se encontrava sentado ao volante de um carro.

O arguido alegou que tinha ido em perseguição do progenitor com medo que ele pudesse causar algum acidente de carro e que acabou por descontrolar-se.

No tribunal de Alcobaça, mostrou-se arrependido pela forma como agiu. Admitiu que o seu ato de agressão ao pai “foi desumano e deplorável”. Disse ter sido surpreendido com o aparecimento do pai em São Martinho do Porto, onde tem um apartamento, depois de ter conduzido cerca de 60 quilómetros desde a Gouxaria, no concelho de Alcanena, onde residia sozinho, apesar de ter uma filha a cem metros que todos os dias lhe preparava as refeições e prestava assistência.

O idoso pegou no carro na véspera e saiu de casa sem dar satisfações à filha e só houve notícias dele em São Martinho, o que causou preocupação.

Ainda assim, Fernando Rodrigues relatou que acolheu o pai e deu-lhe jantar e no dia a seguir, uma vez que o idoso se queixava que não tinha com ele os medicamentos que tomava, pediu à companheira para ir até à Gouxaria buscar.

Enquanto aguardavam a sua chegada foram a um café em São Martinho e foi a partir daí que o caso se desenrolou.

O arguido contou que o pai saiu do café e que fingiu ter deixado as chaves do carro no interior. Fernando Rodrigues voltou ao estabelecimento mas apercebeu-se depois que o pai estava dentro do carro, com “os vidros fechados, as portas trancadas e o motor a funcionar”, acabando por sair do local.

Quer Fernando Rodrigues, quer os irmãos que testemunharam em tribunal, sublinharam que o idoso “era um perigo a conduzir”, razão pela qual o arguido disse ter ido em sua perseguição no seu carro.

Quando finalmente o idoso encostou o carro, na rotunda de uma zona comercial da cidade de Alcobaça, junto ao Pingo Doce e à Decathlon, pouco utilizada por clientes, foi consumada a agressão, gravada por uma testemunha com recurso a um telemóvel.

“Saí do carro e dei-lhe umas bofetadas, tirei o cinto dele e bati-lhe com a ponta na parte de cima das pernas”, contou o homem, afirmando que “não queria magoar o meu pai”, mas que “estava completamente descontrolado”.

“Estava fora de mim. Tenho uma vergonha tremenda”, declarou. “Não tenho palavras para descrever o ato que fiz”, manifestou, adiantando que no dia a seguir “pedi desculpas ao meu pai”.

O idoso buzinou várias vezes enquanto foi continuamente agredido, até ser chamada a PSP de Alcobaça e receber os primeiros socorros.

“Em consequência dessas condutas do arguido, sofreu a vítima lesões na face e no tórax, designadamente, escoriações e equimoses, as quais determinaram um período de dez dias de doença, dois dos quais com incapacidade para o trabalho geral”, referiu o Ministério Público.

Fernando Rodrigues respondeu pelo crime de ofensa à integridade física qualificada e foi condenado a um ano e oito meses de prisão, pena suspensa na sua execução.

O crime de condução perigosa, de que estava acusado pelo Ministério Público, foi alterado. Por ter infringido o Código da Estrada, ao ter ultrapassado num risco contínuo e não ter parado num semáforo vermelho quando perseguiu o pai de carro, pagou voluntariamente duas coimas de 120 euros por contraordenações muito graves, levando a uma sanção acessória de cinco meses de inibição de condução.

A vítima está agora a viver num lar de idosos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

pj

Barco de pesca encalhou na Consolação

Um barco de pesca encalhou na madrugada desta terça-feira a sul da Consolação, ao largo de Peniche, com cinco pescadores a bordo, que conseguiram chegar a terra sem problemas numa balsa salva-vidas.

barco3

Novo recorde de maior onda surfada na Praia do Norte

Há um novo recorde mundial de maior onda já surfada na Praia do Norte, na Nazaré, que foi alcançado pelo alemão Sebastian Steudtner, que em 29 de outubro de 2020 atingiu os 26,21 metros, segundo foi anunciado nesta terça-feira pela World Surf League (WSL), organizadora dos Red Bull Big Wave Awards.

onda