Q

Previsão do tempo

14° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 19° C
14° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 20° C
13° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 20° C

Bombarral criou Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes

Mariana Martinho
14 de Junho, 2021
Foi inaugurado no passado dia 9 o Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM) do Bombarral, na presença da secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira. Visa prestar apoio em todo o processo do acolhimento e integração dos migrantes, em articulação com as diversas estruturas locais, bem como promover a interculturalidade a nível local.
Momento do descerramento da placa alusiva ao CLAIM no Bombarral (foto José António)

Este espaço, que funciona no edifício da câmara e que conta com recursos físicos e humanos assegurados pela autarquia, é um projeto que resulta da parceria estabelecida entre o Alto Comissariado para as Migrações e a autarquia do Bombarral, cujo protocolo foi formalmente assinado no decorrer da cerimónia que assinalou o início da atividade deste novo serviço.

“É com enorme regozijo que vejo o Bombarral a entrar para a lista dos Municípios que passam a ter um Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes com atendimento personalizado e que conta com a colaboração de técnicos habilitados para o efeito”, disse o presidente da Câmara Municipal do Bombarral, Ricardo Fernandes, na inauguração do CLAIM, considerando que “nada deve ser mais reconfortante para aqueles que são forçados a sair das suas origens para irem atrás de melhores condições de vida do que encontrarem no país de acolhimento estruturas que os ajudem a uma integração mais fácil, alguém que entenda as suas dificuldades e encaminhe para as soluções”.

Para o autarca, “estas estruturas são essenciais para que aqueles que vão chegando se fixem, se integrem e passem a fazer parte da nossa sociedade, assim como os portugueses o são um pouco por todo o mundo”.

Lembrou que “o Bombarral é um concelho de matriz marcadamente rural, que demonstra uma necessidade tremenda de mão de obra para o setor primário, não encontrando já ao dia de hoje gente suficiente para corresponder às necessidades do setor primário, e a solução tem sido encontrada no recurso a população estrangeira”.

Contudo, “todos sabemos da facilidade com que alguns modelos se replicam se não existir a disseminação de estruturas CLAIMs pelo território que permitam ser autênticas portas abertas para os migrantes exporem os seus problemas e dificuldades”.

Por sua vez, a secretária de Estado para a Integração e as Migrações declarou a sua satisfação pela prontidão com que a edilidade respondeu ao desafio da criação de um CLAIM no Bombarral (o 122.º no país), fazendo parte de “uma rede que já está muito estruturada, sendo aquilo que a câmara municipal já faz com outras entidades”.

Procurando assim ir além da simples prestação de informação, o CLAIM tem por missão prestar apoio em todo o processo do acolhimento e integração dos migrantes, em articulação com as diversas estruturas locais, e promover a interculturalidade a nível local.

Neste “centro local”, os migrantes terão acesso a apoio no processo de acolhimento e integração de migrantes, bem como na regularização da situação migratória e em aspetos burocráticos como a nacionalidade, o reagrupamento familiar, a habitação, o trabalho, a segurança social, a saúde ou a educação.

Por fim, desejou que o CLAIM do Bombarral possa “ajudar ao sucesso da integração dos imigrantes, exatamente como queremos que aconteça aos portugueses no estrangeiro, bem como reduzir as desigualdades”.

Na cerimónia, que principiou com o momento do descerramento da placa alusiva ao referido espaço, também esteve presente o vogal do conselho diretivo do Alto Comissariado para as Migrações, José Manuel dos Reis.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

FOLIO recebeu 20 mil visitantes ávidos de conhecer novos autores

Após um ano de interrupção, devido à pandemia, o FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos voltou a ter casa cheia, para assistir a tertúlias, apresentações de livros, workshops, concertos e outras iniciativas, que atraíram cerca de 20 mil visitantes, ávidos de conhecer novos autores e assistir a espetáculos. O evento literário, que envolveu 469 oradores e dinamizadores de atividades, regressa no próximo ano, entre 6 e 16 de outubro, sob o tema “O Poder”.

balanco folio