Q

Previsão do tempo

20° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 22° C
20° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 23° C
21° C
  • Monday 24° C
  • Tuesday 24° C
  • Wednesday 25° C

Professores visitaram Casa-Memória Fernanda Botelho

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Decorreu no passado dia 22 uma visita à Casa-Memória Fernanda Botelho (Vermelha, Cadaval), que foi vocacionada para docentes e que pôs termo à Semana das Artes Fernanda Botelho, uma iniciativa do Agrupamento de Escolas do Cadaval e da Associação Gritos da Minha Dança, com o apoio do Município do Cadaval.
Estiveram presentes vários docentes

A iniciativa contou com uma visita à casa de Fernanda Botelho, guiada pela neta da escritora e presidente da Associação Gritos da Minha Dança, Joana Botelho.

Segundo a responsável, a iniciativa pretende dar a “conhecer o espólio e obra de Fernanda Botelho e a sua biblioteca pessoal, mas também conhecer a casa”.

A neta da escritora lembrou que a sua avó “tinha uma paixão por gatos e o branquinho que temos na casa é muito parecido com o “Lord Botinhas” que a Fernanda Botelho referenciou inúmeras vezes, nomeadamente em Gritos da Minha Dança, uma obra que é muito estudada no Agrupamento de Escolas do Cadaval”.

Joana Botelho disse que a Casa-Memória representa uma fase na vida da escritora que “já não queria escrever mais naquele ruído da cidade de Lisboa e resolver escrever no silêncio do campo”. Foi em 1990 que Fernanda Botelho foi morar para a Vermelha.

Paula Morão, representante do Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, deu a conhecer aos docentes presentes a contextualização histórico-literária da escritora, mostrando edições originais das diversas revistas literárias que nasceram ao longo do século XX, tais como Orpheu, Presença, Graal e Távola Redonda, da qual foi fundadora.

Paula Morão apontou que Fernanda Botelho “era uma escritora muito importante na sua geração”.

Sofia Andrade, do mesmo centro de estudos, convidou o público a “viajar” na escrita de Fernanda Botelho, apresentando a construção literária da escritora, através das diversas personagens que ela foi criando ao longo das suas obras.

Estiveram presentes docentes do Agrupamento de Escolas do Cadaval e de Torres Vedras, bem como a coordenadora interconcelhia das bibliotecas escolares, Eduarda Mota, que enalteceu a importância de programas como este para a comunidade escolar, permitindo o enriquecimento do conhecimento por parte de alunos e professores.

Na Casa-Memória Fernanda Botelho é possível fazer visitas mediante marcação prévia.

Ainda inserido na Semana das Artes Fernanda Botelho, encontra-se patente na Biblioteca Municipal do Cadaval, até 11 de junho, a exposição “Coordenadas do Lugar Íntimo”, onde estão reunidos os trabalhos dos alunos que integram o Programa das Artes Fernanda Botelho, desenvolvido no Agrupamento de Escolas do Cadaval, com o apoio do Município.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Filipe Rebelo revalida título de tricampeão regional +35

Filipe Rebelo, do Clube de Ténis das Caldas da Rainha, revalidou o título de tricampeão regional alcançado em 2023, ao vencer as provas de singulares, pares masculinos e pares mistos, no escalão +35, no campeonato regional de veteranos disputado no Clube Escola de Ténis e Padel de Leiria.

filipe

Mercado Medieval aposta na animação

Mais de 40 grupos de música medieval, teatro imersivo, animação histórica, palestras e muita gastronomia marcam uma nova edição do Mercado Medieval de Óbidos, que este ano, com o tema “Entre Rosas e Espinhos”, arranca no dia 18 de julho, decorrendo ao longo de dez dias.

Mercado