Q

Previsão do tempo

15° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 27° C
15° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 27° C
15° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 26° C
  • Friday 30° C

Conselho da Cidade realiza debate para combater pobreza

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A presidente do Conselho da Cidade - Associação para a Cidadania, Ana Costa Leal, disse que se espera “uma crise mais acentuada com o fim das moratórias” e pretende “preparar uma resposta mais eficaz com todas as entidades da linha da frente”, para fazer face “às dificuldades que se avizinham”. Com o objetivo de melhorar a articulação entre a rede social do concelho das Caldas da Rainha no combate à pobreza, o Conselho da Cidade vai realizar a 5 de maio, pelas 21h00, um debate, no auditório da Expoeste.

Ana Costa Leal fará a abertura com uma intervenção sobre a pobreza nas Caldas da Rainha.

Marina Ximenes, também elemento do Conselho da Cidade, irá abordar o tema “Quem está na Linha da Frente?”.

Caberá a Célia Roque, diretora do Centro de Emprego Oeste Norte, falar sobre o emprego enquanto pilar para a inclusão social.

O convidado Edmundo Martinho, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, irá fazer uma intervenção sobre as estratégias de combate à pobreza e inclusão social e caberá a António Curado, presidente da mesa da assembleia do Conselho da Cidade, fazer o encerramento do debate.

“Pretende ser um espaço de encontro no combate à pobreza e exclusão social e conhecer a realidade das Caldas, tendo na plateia representantes das entidades que estão na linha da frente no combate à pobreza. Ao verificar que existe de uma maneira geral uma apreensão por parte das entidades de solidariedade social do aumento de pessoas a bater à porta com necessidades, é fundamental haver um cruzamento de dados para perceber quem precisa, quem está a repetir os pedidos e quem precisa e não pede, para que se encontrem novas soluções”, apontou a presidente do Conselho da Cidade.

Ana Leal sublinha que a ideia “não é criticar, mas sim dar o nosso contributo de cidadania no sentido ajudar nas preocupações das instituições de solidariedade social para superar desafios da pandemia e fortalecer o setor”.

No debate o Conselho da Cidade vai apresentar as conclusões de um inquérito composto por 14 questões que foi respondido por mais de 20 centros sociais e paroquiais, instituições particulares de solidariedade social, associações e movimentos de ajuda aos mais carenciados do concelho das Caldas da Rainha.

“Com o objetivo de conhecer a realidade enviámos questionários com várias questões, como por exemplo a proveniência dos bens, como é que os utentes lá chegam, que tipo de utentes é que têm e se há cruzamento de dados e se há uma entidade coordenadora que faça esse cruzamento”, explicou Marina Ximenes.

“Queremos contribuir para a construção de uma rede social no concelho das Caldas mais inovadora, colaborativa e estratégica”, adiantou, afirmando que “é fundamental a pessoa necessitada saber onde se pode dirigir para pedir ajuda”.

Segundo Ana Costa Leal, o Banco Alimentar do Oeste é o grande pilar da distribuição dos alimentos às instituições, que têm de fornecer periodicamente listas atualizadas dos beneficiados. No concelho das Caldas são apoiadas cerca de três mil pessoas.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Incêndio consome artigos para famílias carenciadas

Um incêndio em instalações da Paróquia de Peniche, que serviam de espaço de armazenamento de artigos para ajudar famílias carenciadas, consumiu parte dos produtos, entre roupas e alimentos, na tarde desta terça-feira, 4 de outubro.

stella

Tributo a Chico Buarque

"Quem Te Viu, Quem Te Vê" é o título de um tributo a Chico Buarque, que acontecerá no dia 13 de outubro, pelas 21h30, no Grande Auditório do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha.

chico