Q

Previsão do tempo

22° C
  • Friday 24° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
23° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
22° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C

Tribunal ouve perito médico antes de sentença do caso Valentina

Francisco Gomes (texto)

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Conselho Superior da Magistratura informou no início desta semana, em nome do Tribunal Judicial da Comarca de Leiria, que a leitura do acórdão do processo relativo à morte da menor Valentina, que estava inicialmente prevista para 14 de abril, foi adiada porque o coletivo de juízes decidiu ouvir, neste mesmo dia, pelas 14h00, no Tribunal de Leiria, um perito médico.
Valentina, a menina de 9 anos que foi assassinada

Após a audição do perito médico, o coletivo de juízes agendará nova data para a leitura do acórdão.

Nas alegações finais, o Ministério Público de Leiria pediu 25 anos de prisão para o pai e para a madrasta de Valentina, menina de 9 anos que foi assassinada a 6 de maio do ano passado em Atouguia da Baleia, Peniche, onde vivia temporariamente.

A procuradora sustentou que, apesar de ter sido o pai, Sandro Bernardo, a provocar as lesões que levaram à morte de Valentina, a sua companheira, Márcia Monteiro, “nada fez para impedir” as agressões e “não tinha nenhum impedimento” para que não o fizesse, nem promoveu o socorro à menor.

Por outro lado, o pai em nenhum momento mostrou tristeza pela morte da filha, tendo sido pedida inibição do poder paternal por 10 anos para Sandro.

O casal é acusado dos crimes de homicídio qualificado e de profanação de cadáver, em coautoria, para além dos crimes de abuso e simulação de sinais de perigo, para além do pai da criança estar ainda acusado de um crime de violência doméstica.

Durante o confinamento devido à pandemia da Covid-19, em março do ano passado Valentina passou a morar na casa do pai, porque a mãe, residente no Bombarral, estava a trabalhar.

De acordo com o Ministério Público, o progenitor, de 33 anos, natural das Caldas da Rainha, confrontou a filha sobre rumores de abusos sexuais de que Valentina supostamente era vítima e de contactos de cariz sexual com colegas da escola.

Na presença da companheira, de 39 anos e natural de Peniche, ameaçou e bateu na menina quando esta se encontrava na casa de banho. Ter-lhe-á ainda atirado água a ferver e dado violentos abanões.

O meio-irmão de Valentina, filho de Márcia, com treze anos, ouviu tudo, mas foi mandado para o quarto, sob ameaça de ficar sem a mãe e as duas irmãs, filhas do casal.

A menina foi deixada inanimada no sofá, sem que os arguidos pedissem socorro. O casal saiu e foi à lavandaria, deixando a menor “a agonizar”.

A criança acabou por morrer devido a contusão cerebral com hemorragia. O casal escondeu o corpo numa zona florestal, na Serra d’El Rei, a poucos quilómetros de distância, e combinou, no dia seguinte, contar as autoridades que a criança tinha desaparecido, alimentando uma história de rapto ou de fuga, que acabou por ser desmascarada.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de esfaqueamento detido pela Judiciária

Um homem de 24 anos que tentou matar outro com uma faca, no ano passado em Rio Maior, foi detido no dia 24 de maio pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria da Polícia Judiciária em Ferrel, no concelho de Peniche.

pj

Barco de pesca encalhou na Consolação

Um barco de pesca encalhou na madrugada desta terça-feira a sul da Consolação, ao largo de Peniche, com cinco pescadores a bordo, que conseguiram chegar a terra sem problemas numa balsa salva-vidas.

barco3

Novo recorde de maior onda surfada na Praia do Norte

Há um novo recorde mundial de maior onda já surfada na Praia do Norte, na Nazaré, que foi alcançado pelo alemão Sebastian Steudtner, que em 29 de outubro de 2020 atingiu os 26,21 metros, segundo foi anunciado nesta terça-feira pela World Surf League (WSL), organizadora dos Red Bull Big Wave Awards.

onda