Q

Previsão do tempo

21° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
21° C
  • Friday 27° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
21° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C
Peniche

Garrafa com mensagem atirada ao mar em 2012 descoberta na praia

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Uma garrafa com uma mensagem atirada ao mar há mais de oito anos por um navegador norte-americano e pela sua esposa, numa das suas viagens num iate que possuíam, foi encontrada numa praia de Peniche por um casal lisboeta.
Joana Godinho e Pedro Baltazar encontraram a garrafa na praia da Cova da Alfarroba

O achado aconteceu no primeiro dia deste ano, quando Joana Godinho, médica dentista, de 41 anos, e Pedro Baltazar, inspetor de navios, de 43 anos, faziam uma caminhada na praia da Cova da Alfarroba, próximo de onde têm uma casa.

“Chamou-nos a atenção o facto de a garrafa ter percebes agarrados e depois é que vimos que havia um papel dentro”, contou Joana Godinho.

Em casa, acompanhados das filhas Inês, de 4 anos, e Leonor, de 6 anos, e do pai e da mãe de Joana, abriram a garrafa. “O meu pai ficou comovido porque fazer um achado deste género era algo que sonhava desde a infância”, relatou a dentista.

“Não nos estamos a afundar. Apenas a beber bom vinho e a pescar durante as nossas viagens. Há muitos anos a enviar estas mensagens, temos recebido respostas interessantes de toda a parte do mundo”, podia ler-se na missiva que estava no interior da garrafa.

Uma vez que na mensagem se pedia a quem a lesse que contactasse para um endereço eletrónico, o casal enviou um mail e em apenas um dia obtinha a resposta de Barbara Scott a explicar que ela e o marido Curt, residentes no estado norte-americano da Flórida, costumavam viajar com frequência no seu barco, inclusive para Portugal, que consideravam um dos “países favoritos”. Relatava que um dos hábitos que tinham, para além de pescar, era atirar garrafas com estas mensagens à água, encontradas em vários pontos do mundo, tendo sido notícia na Irlanda e na Austrália.

Barbara informou que o marido morreu em 2015, mas se fosse vivo “iria ficar muito satisfeito por ter sido achada esta garrafa”, atirada a 9 de novembro de 2012 ao oceano Atlântico, numa viagem entre Lisboa e o mar das Caraíbas, na América, quando tinham entre 70 e 80 anos. Estiveram casados 46 anos e após a morte ela vendeu o barco.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2

Barco de pesca encalhou na Consolação

Um barco de pesca encalhou na madrugada desta terça-feira a sul da Consolação, ao largo de Peniche, com cinco pescadores a bordo, que conseguiram chegar a terra sem problemas numa balsa salva-vidas.

barco3