Q

Previsão do tempo

17° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 27° C
  • Tuesday 26° C
17° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 26° C
17° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 29° C

Mercado de Santana volta a estar em funcionamento todos os domingos

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Mercado de Santana, em Alvorninha, reabriu no passado domingo com permissão municipal e da autoridade sanitária, após três meses encerrado devido ao Estado de Emergência. A feira tem capacidade para mil clientes em simultâneo e para funcionar tem de cumprir diversas regras de segurança.
Ao longo do mercado há vários pontos de desinfeção das mãos

É um dos maiores mercados do país ao ar livre, sendo cerca de 70% composto por vendedores do ramo não alimentar. Estava fechado desde janeiro e na reabertura, no passado domingo, apareceu muita gente. O limite de mil clientes ao mesmo tempo foi controlado pela junta de freguesia de Alvorninha, encarregue da gestão do Mercado de Santana.

“Para além do controlo de entradas, há obrigatoriedade de desinfeção das mãos na entrada do recinto e utilização de máscara, entre outros cuidados”, manifestou José Henriques, presidente da junta.

“Havia muita gente com desejo de regressar e houve alguma concentração de pessoas, o que levou a filas de espera para entrar”, sublinhou.

Houve algumas bancas mais procuradas do que outras. A zona de frutas, legumes e plantas teve bastantes vendas, enquanto que os restantes negócios registaram menos clientes. De qualquer forma, os vendedores sentem-se um pouco mais aliviados com a situação financeira.

Amílcar Mendes relatou que “as pessoas estavam a precisar de roupas interiores e está-se a vender alguma coisa”. Este vendedor disse que passou os últimos meses a viver da agricultura, por não haver feiras.

“Nota-se que o povo quer substituir o guarda-vestidos e tem falta de roupas novas”, contou Sílvia Gaspar, outra vendedora.

Os clientes encararam a reabertura com satisfação, por poderem fazer compras a “preços mais económicos”, manifestando, contudo, alguma cautela. “Dá jeito, mas é necessário reabrir tudo conforme se pode, com prudência”, comentou Hélder Dias, que foi ao mercado comprar tapetes.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

O carnaval na obra de Rafael Bordalo Pinheiro

O Centro de Artes e Criatividade (CAC) de Torres Vedras inaugurou no dia 29 de setembro a nova exposição temporária “A “Mascarada Política” – O Carnaval na obra de Rafael Bordalo Pinheiro (1870-1905), que estará patente até 5 de fevereiro de 2023. 

bordalo

Jorge Castro lança livro na Biblioteca

Organizado pela Comunidade de Leitores e Cinéfilos das Caldas da Rainha, realiza-se no dia 15 de outubro, pelas 14h30, na Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha, o lançamento, na região Oeste, do 18.º livro de Jorge Castro, "Isto, agora são outros 70...", um retrato de Portugal com cerca de 200 fotografias comentadas, do período de 1970 a 1974.

jorge