Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 13° C

Limitações à pesca e apanha de marisco na Lagoa de Óbidos

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Um despacho da Secretária de Estado das Pescas, Teresa Pedro, com data de 9 de março regula o licenciamento da apanha de animais marinhos nas águas interiores não marítimas da Lagoa de Óbidos, restringindo a atividade.
Governo não quer que o número de licenças exceda as já concedidas

O Governo determinou que o número de apanhadores de animais marinhos a licenciar nas águas interiores não marítimas da Lagoa de Óbidos não pode exceder o número de licenças já concedidas.

Em cada ano, caso existam licenças disponíveis, será dada prioridade para licenciamento de novos apanhadores residentes nas freguesias limítrofes da Lagoa de Óbidos e depois aos da área da Capitania de Peniche.

Segundo o despacho, “a sustentabilidade da atividade da pesca, nela se incluindo a apanha de animais marinhos, é especialmente relevante em sistemas ecológicos sensíveis como são as lagoas e rias, que suportam a atividade das comunidades ribeirinhas e constituem um fator de coesão económica e social”.

“A Lagoa de Óbidos é uma das áreas de águas interiores não marítimas onde o marisqueiro contribui para o sustento das comunidades adjacentes e onde a regulação do acesso, por se tratar de uma área limitada e frágil do ponto de vista do ecossistema, é especialmente relevante”, faz notar.

Como a regulamentação aplicável à Lagoa de Óbidos se encontra em fase de revisão e de consulta alargada ao setor, até à sua aprovação, e tendo em vista a premência em adotar medidas de manutenção do ecossistema, como condição para a sustentabilidade da atividade de exploração de recursos biológicos marinhos nessa área, considera-se adequado, por aplicação do princípio da precaução, restringir desde já o acesso à atividade de apanha de animais marinhos.

Para esta decisão foi ouvida a Associação de Pescadores e Mariscadores da Lagoa de Óbidos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Dois médicos vão reforçar Unidade de Saúde Familiar

Foi concedido um regime de exceção para a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) contratar mais dois médicos avençados para ajudar a resolver a atual fraca resposta da Unidade de Saúde Familiar do Bombarral.

usf

Morreu na cama

Os bombeiros das Caldas da Rainha tiveram na manhã da passada sexta-feira de forçar a entrada numa habitação na aldeia do Chão da Parada para tentar socorrer uma mulher de 55 anos que vieram a encontrar deitada na cama em paragem cardiorrespiratória, na sequência de doença súbita.