Q

Previsão do tempo

27° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 21° C
27° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 21° C
29° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 22° C

Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos aposta em plataformas digitais

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos apostou na implementação de duas plataformas digitais, a DreamShaper e a SAPIE, com intuito de facilitar a formação em contexto de trabalho através da prática simulada, permitindo que os alunos “construam projetos relacionados com o que estão a aprender”, e ainda a identificar o risco de insucesso escolar antes que este se concretize.
Marcelo Oliveira, José Santos e Miguel Ferreira

Esta plataforma, que foi implementada através de uma parceria entre o agrupamento de Óbidos e a DreamShaper, empresa portuguesa de tecnologias de educação, teve início “muito antes da pandemia, nomeadamente no ano letivo de 2019/2020”, sublinhou o diretor do agrupamento, José Santos, adiantando que a escola se tornou assim numa das primeiras a nível nacional a aderir à plataforma. Começou pelo ensino profissional, com os alunos do 12o ano e este ano letivo foi alargado ao ensino regular, nomeadamente aos alunos do 11o e 12o anos. José Santos considerou que se trata de “uma ferramenta bastante importante e com grandes valências para inserir o trabalho de projeto, não só nos nossos cursos profissionais, mas a nível do agrupamento”. Igualmente referiu que “a questão da pandemia abriu novas formas de interagir com os alunos e isto tornou-se uma solução que nos caiu do céu”. Já o docente e adjunto da direção, Miguel Ferreira, disse que “a plataforma apresentou-nos uma solução aos alunos do ensino profissional, pois permitiu que estes pudessem realizar o seu estágio curricular à distância através da DreamShaper”. Caso contrário ”eles teriam que arranjar uma entidade que os acolhesse e com a pandemia, essa situação tornou-se complicada”. No ano letivo passado participaram ao todo perto de meia centena de alunos do ensino profissional, sendo um deles, Marcelo Oliveira, aluno do 12o ano do curso técnico de Apoio à Gestão Desportiva, que graças à DreamShaper conseguiu encontrar uma alternativa para realizar o estágio curricular e terminar a formação a tempo de ingressar no ensino superior. “Para mim a plataforma foi uma ótima solução para o momento que estávamos a viver, apesar de eu querer ao início outra alternativa. Contudo, a longo prazo esta foi a melhor alternativa para mim, pois pôs-me numa circunstância onde eu estava seguro, e ainda permitiu-me fazer a componente prática da formação”, explicou Marcelo, que decidiu criar um surf center, projeto esse que envolveu diversas etapas, que contaram com a orientação e apoio dos professores. Para o aluno, “a plataforma, além de dar horas de estágio, também nos prepara para a prova de aptidão profissional”. Já Margarida Abreu Coutinho, responsável de parcerias e operações em Portugal da DreamShaper, referiu que o “Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos tornou-se pioneiro na utilização da DreamShaper em território nacional, começando pelo ensino profissional e alargando este ano letivo para o ensino regular”. Esta plataforma, que tem sido utilizada na realização de projetos de uma unidade curricular, de cidadania ou até interdisciplinares, em alinhamento com a lei de autonomia e flexibilidade curricular, está a ser utilizada em mais de 250 escolas. Além deste software, o agrupamento de Óbidos também trouxe “outra ferramenta, que é a SAPIE, que avalia os fatores de risco para cada aluno”, frisou o diretor do agrupamento. Este projeto piloto, que funciona em parceria com a Associação Tempos Brilhantes (ATB) já está a ser implementado no agrupamento. “A SAPIE é o acrónimo de Sistema de Alerta Precoce do Insucesso Escolar e trata-se de uma ferramenta tecnológica para auxiliar as escolas e outros agentes educativos no cumprimento da sua missão”, explicou Stéphanie de Amorim, da ATB, adiantando que “o desafio a que se propõe é o de identificar o risco de insucesso escolar antes que este se concretize, permitindo às escolas e agentes educativos a implementação de medidas de carácter mais preventivo e, acreditamos, mais eficazes e eficientes”. O sistema de alerta precoce na educação foi testado pela ATB ao nível do ensino básico, tendo revelado, na avaliação da sua eficácia, um impacto muito significativo na redução do sucesso escolar, e está agora a ser desenvolvido para um nível de educação mais precoce, o pré-escolar.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Novo recorde de maior onda surfada na Praia do Norte

Há um novo recorde mundial de maior onda já surfada na Praia do Norte, na Nazaré, que foi alcançado pelo alemão Sebastian Steudtner, que em 29 de outubro de 2020 atingiu os 26,21 metros, segundo foi anunciado nesta terça-feira pela World Surf League (WSL), organizadora dos Red Bull Big Wave Awards.

onda

Câmara frigorífica convertida em galeria de arte

O Cadaval vai ser palco do inédito evento “Arte no Frio”, iniciativa de Jaime Rodrigues com a colaboração do Município do Cadaval, que consiste num ciclo de exposições de artesanato inusitadamente montadas no interior de uma câmara frigorífica.

frigorifica