Q

Previsão do tempo

21° C
  • Monday 29° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 26° C
22° C
  • Monday 30° C
  • Tuesday 33° C
  • Wednesday 27° C
22° C
  • Monday 35° C
  • Tuesday 37° C
  • Wednesday 31° C

Câmara comparticipa Expoeste com 110 mil euros mas PS vota contra

Francisco Gomes (texto)

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Câmara Municipal das Caldas da Rainha aprovou o protocolo de apoio em 2021 à Associação para o Desenvolvimento Industrial do Oeste (ADIO), entidade que gere a Expoeste, tendo os vereadores do PS, Luís Patacho e Jaime Neto, votado contra.
Câmara aprovou o protocolo de apoio em 2021 para a entidade que gere a Expoeste

Os socialistas apontam que o valor da comparticipação financeira a atribuir à ADIO continua a aumentar, passando de 104 mil para 110 mil euros, ou seja, mais 6 mil euros do que em 2020. O que muda é a “circunstância de o Município deixar de pagar qualquer valor pela utilização de espaços na Expoeste”.

“Os vereadores do PS desde o início do mandato que vêm defendendo a extinção da ADIO, não existindo nenhum fundamento para alterarem a sua posição, uma vez que tudo continua como antes. Na verdade, passou mais ano e a nova Associação Caldas XXI continua por constituir”, sublinham os autarcas, que aguardam que seja implementada a aprovada fusão entre associações que gerem espaços municipais – para além da ADIO, a ADJCR – Associação para o Desenvolvimento da Juventude das Caldas da Rainha (que gere o Centro da Juventude) e a Culturcaldas, que gere o Centro Cultural e de Congressos.

Segundo apontam, a fusão está “assente em critérios de gestão profissionalizados e otimizados, com ganhos ao nível da rentabilização de recursos humanos, financeiros e de equipamentos”, visando terminar a “insustentabilidade económica das associações”.

“A fusão destas três associações tem colhido a unanimidade das forças políticas no nosso concelho, tendo-se materializado numa deliberação da Assembleia Municipal, por unanimidade, na sessão extraordinária de 29 de dezembro de 2015, há mais de cinco anos”, fazem notar.

Em reunião de Câmara de 13 de novembro de 2017 foi feita a aprovação dos estatutos da nova associação que irá materializar essa fusão, mas desde então não houve avanços.

“A manutenção da existência das três associações é contrária à boa gestão por parte desta Câmara Municipal.Tanto mais que a ADIO é uma associação com um longo historial de completa insustentabilidade financeira, de que foi exemplo maior a necessidade da recompra da Expoeste pela Câmara Municipal para evitar que esse edifício não fosse exposto a penhoras de credores da associação e subsequente venda judicial, negócio desastroso para o Município do ponto de vista da boa gestão dos dinheiros públicos, que assim desbaratou mais de três centenas e meia de milhares de euros por conta do desgoverno da ADIO”, vincam os vereadores do PS.

Os socialistas dizem que “não se compreende que a Câmara Municipal demore tanto tempo a diligenciar pela materialização da fusão das três associações e persista no mesmo modelo de financiamento à ADIO, que tão maus resultados tem dado”.

“A única razão inteligível é que o senhor presidente de Câmara não pretende concretizar essa fusão, mesmo em face de uma deliberação por unanimidade da Assembleia Municipal nesse sentido”, concluem.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural no Bairro da Ponte está a ser pintado por crianças

O muro da ponte sobre o caminho de ferro que une as duas freguesias da cidade das Caldas da Rainha, no Bairro da Ponte, está agora a ser utilizado como espaço criativo para as crianças pintarem, englobadas em atividades de ATL.

mural 1

Detido com faca após zaragata no Parque

Um indivíduo de 26 anos foi detido pela PSP das Caldas da Rainha no Parque D. Carlos I quando tinha abandonado uma faca de mato, com uma lâmina com comprimento superior ao legalmente permitido, após ter estado envolvido numa zaragata com outro homem.

parque1 1

Líder do PCP diz que a construção do novo hospital do Oeste é uma opção do Governo 

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, esteve na Festa de Verão do PCP, junto ao Penedo Furado, na Foz do Arelho, no passado dia 14, e disse que a construção do novo hospital do Oeste nesta legislatura é “uma questão de opção do Governo”. “Não me venham dizer que não há dinheiro, é mentira. São precisas opções”, afirmou.

PCP 1