Q

Previsão do tempo

17° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 20° C
17° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 20° C
18° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 21° C

Hospitais do Oeste estimam retomar consultas e cirurgias não programadas em março

25 de Fevereiro, 2021
O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) começou a reduzir as enfermarias covid-19, com a diminuição da procura às urgências, e estima retomar em março as consultas e cirurgias não programadas, disse a administradora à agência Lusa.
A capacidade de internamento para doentes infetados pela Covid-19 baixou nas Caldas da Rainha

“Estamos a avaliar se conseguimos retomar as consultas e as cirurgias não programadas em março”, afirmou Elsa Baião, apesar de reconhecer que “ainda há um grande número de profissionais afetos às áreas Covid” nos hospitais de Torres Vedras e Caldas da Rainha.

A retoma da atividade assistencial não programada decorre de uma menor procura às urgências e de uma diminuição do internamento de doentes com covid-19, registadas desde o dia 10 de fevereiro.

“Já desativámos 13 camas covid e estamos a fazer uma avaliação dia a dia para ir desmantelando outras, mas temos de ser cautelosos porque ainda existe instabilidade”, afirmou Elsa Baião.

A capacidade de internamento para doentes infetados pela Covid-19 baixou de 142 para 129 camas nos dois hospitais de Torres Vedras e Caldas da Rainha, à medida que foram sendo desocupadas.

Em meados de janeiro, com o aumento de casos de infeção de covid-19 na região, resultante sobretudo de surtos em lares da região, o CHO aumentou para 142 as camas nas enfermarias dedicadas à covid-19, número que não chegou a ser suficiente e obrigou a transferir doentes para outros hospitais.

Essas transferências ocorreram também por não existir no CHO uma Unidade de Cuidados Intensivos, que a administradora admitiu que “teria sido muito útil para haver uma resposta interna, sem haver necessidade de transferir doentes”.

A redução do internamento para outros doentes foi possível por não haver cirurgias e essas camas cirúrgicas se encontrarem desocupadas.

No CHO, o internamento para doentes com covid-19 chegou a representar quase 60% da lotação total.

Em meados de janeiro, a afluência à urgência foi de 60 doentes por dia em Torres Vedras, onde houve dias em que se registou uma fila de mais de 10 ambulâncias à porta, quando atualmente se situa em metade do número de atendimentos, adiantou a administradora.

Com a menor pressão dos serviços hospitalares por parte de doentes Covid-19, o CHO abriu no hospital de Peniche uma enfermaria não Covid, com 20 camas, tendo iniciado a transferência de doentes.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Espaço AbraçAr-te abre portas

O Espaço AbraçAr-te, na Rua Principal, nº 56, em Mata de Porto Mouro, Santa Catarina, nas Caldas da Rainha, abre portas com o espetáculo Raiz, numa criação de Daniel Seabra e Mafalda Gonçalves, e música de Miguel De.

Atribuição de 75 bolsas de estudo nas Caldas

Decorre até 12 de novembro o prazo para apresentação das candidaturas para atribuição de 75 bolsas de estudo, no valor unitário de 800 euros, relativas ao ano letivo 2021/2022, destinadas a alunos oriundos de agregados familiares carenciados que pretendam prosseguir estudos em estabelecimentos de ensino superior sediados fora do concelho das Caldas da Rainha.

pexels stanley morales 3186386

Clube de Leitura presencial

A Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha acolhe a realização do Clube de Leitura em formato presencial, organizado pelas leitoras Marta Ambrósio e Elisa Santos, no dia 30 de outubro, pelas 15h00.