Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 22° C

Sismo de magnitude 3.5 causou susto nas Caldas da Rainha

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O sismo registado na noite da passada sexta-feira teve epicentro a oito quilómetros a norte de Rio Maior, mas no concelho de Caldas da Rainha foi bastante sentido, havendo também relatos desde Leiria até à Grande Lisboa. As populações apanharam um susto mas não houve registo de danos.
Ao quartel dos bombeiros de Rio Maior, concelho onde se verificou o epicentro, não chegaram relatos de danos

Uma tremideira com um zumbido ao longo de dez segundos. Foi assim que muitas pessoas descreveram o que sentiram com o sismo,de magnitude 3.5 na escala de Richter, registado pelas 22h08.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, tratou-se de um abalo sísmico cuja vibração foi semelhante à provocada pela passagem de veículos pesados.

Na escala de Mercalli modificada a intensidade foi III-IV, o equivalente a fraco a moderado.

No concelho de Rio Maior, na freguesia de Alcobertas, onde se verificou o epicentro, foram logo desencadeadas ações de monitorização em diversas infraestruturas, nomeadamente de abastecimento de água, mas não houve relatos de danos, o que tranquilizou a câmara e a proteção civil.

“A minha primeira preocupação foi logo contactar os nossos bombeiros, que é onde habitualmente caem as chamadas de emergência de forma mais rápida, mas percebi que estava tudo tranquilo. Coloquei na rua operacionais da Câmara Municipal para poderem fazer todo o trajeto entre a cidade e Alcobertas e verificarem se havia algum dano visível”, contou Filipe Santana, presidente da Câmara de Rio Maior.

Os bombeiros receberam algumas chamadas de populares a perguntar se teria havia um sismo, mas não houve alarmismos. “Apesar do abalo ter sido com alguma intensidade, as pessoas reagiram bem, o que é importante saber que a população está capaz de lidar com uma situação destas sem entrar em histerismos”, declarou o segundo comandante dos bombeiros de Rio Maior, Luís Coelho.

O confinamento devido à pandemia pode ter ajudado. “Estando acompanhadas, as pessoas puderam apoiar-se. Se estivessem sozinhas podiam ficar mais desconfortáveis”, manifestou.

Móveis a estremecerem, foram o sinal mais visível deste pequeno sismo, que deu para o susto, mas sem estragos ou ferimentos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Bombarral com teleassistência e monitorização

O Município do Bombarral vai firmar um protocolo de cooperação com a GNR com vista à implementação do programa “eGuard – Sistema de Teleassistência e Monitorização”.

Moradores da Fonte dos Corações, Moinho Saloio e Pinhal do Ribeiro em convívio

A Comissão de Moradores das Urbanizações Fonte dos Corações, Moinho Saloio e Pinhal do Ribeiro, na vila das Gaeiras, celebrou, com o tradicional almoço-convívio, o dia 10 de junho. Este ano, o evento incluiu várias iniciativas e contou com a presença do executivo municipal de Óbidos.

portugal