Q

Previsão do tempo

22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
23° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
23° C
  • Thursday 28° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C

Câmara cria Gabinete de Apoio à Saúde Pública para rastrear infetados

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Câmara Municipal das Caldas já tem disponível, desde a passada quinta-feira, o Gabinete de Apoio à Saúde Pública, que visa reforçar a capacidade de rastreio da saúde pública local, procurando assim quebrar as cadeias de transmissão da Covid-19. Constituída por funcionários da autarquia, esta equipa multidisciplinar irá apoiar a autoridade de saúde pública local através do contacto telefónico às pessoas que possam ter estado próximas de casos positivos de infeção, para esclarecer como deve proceder quem está em isolamento, bem como assegurar o acompanhamento social e a interligação com as entidades de saúde, e ainda realizar os inquéritos epidemiológicos da Covid-19.
O centro de apoio está instalado na Galeria Municipal Osíris

À semelhança do que já acontece em outros municípios, a autarquia caldense ponderou a possibilidade de criar condições para ter uma equipa de funcionários do município que “pudessem realizar algumas das tarefas orientadas pela Autoridade Nacional de Saúde, de modo a ajudar a reforçar a capacidade de rastreio da saúde pública local”, explicou o presidente da Câmara Municipal, Tinta Ferreira. Nesse sentido, a autarquia cedeu as instalações da Galeria Municipal Osíris, situada no edifício dos Paços do Concelho das Caldas da Rainha, para o funcionamento diário deste centro de apoio, que nesta primeira fase conta com seis profissionais, que completam o que faz a Unidade de Saúde Pública e trabalham para acelerar a realização de inquéritos epidemiológicos.

O autarca também explicou que oito funcionários municipais receberam formação especializada para a realização destes rastreios de contactos, fulcrais para identificar e interromper cadeias de transmissão do vírus, sendo que numa primeira fase apenas seis pessoas com equipamentos também disponibilizados pela autarquia estarão em permanência a trabalhar no local. Numa segunda fase, o gabinete terá apenas quatro pessoas em permanência.

Este trabalho, que está a ser articulado com a Saúde Pública do concelho, a quem cabe a coordenação e orientação, vai permitir, por um lado, acelerar a realização de inquéritos epidemiológicos e, por outro, reforçar a resposta no rastreio de contactos de doentes com Covid-19 e o seguimento de pessoas em vigilância ativa. “Estas serão as principais missões desta equipa”, apontou o autarca, adiantando que vai durar enquanto a dimensão da pandemia “for de tal ordem, que não haja capacidade por parte da Autoridade de Saúde fazer o que fazia”.

“A grande razão da transmissão agora é a negligência”

O reforço da saúde pública nesta área de intervenção advém da necessidade de dar uma resposta mais célere e ativa em termos de comunicação e, em simultâneo, pela crescente pressão que o concelho tem vindo a registar em termos de casos ativos de infeção por Covid-19.

“Durante muito tempo tivemos a situação controlável, mas dado a transmissão e a situação que estamos atualmente, com número de casos muito grande, as Unidades de Saúde Pública não têm conseguido dar resposta atempada a muitos casos”, sublinhou Cristina Pecante, da Autoridade de Saúde, adiantando que “a grande razão da transmissão agora é a negligência e desvalorização da doença”.

Por telefone e correio eletrónico, esta equipa vai procurar reconstituir o período de 48h horas anterior ao início dos sintomas ou à realização do teste, para determinar o isolamento dos contactos de alto risco e cortar a cadeia de transmissão, mas “cada caso é um caso, e terá de ser avaliado”, frisou a responsável da Autoridade de Saúde.

Deslocações de profissionais de saúde entre as unidades hospitalares

Além desta iniciativa, o município, em colaboração com União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório ajuda diariamente o Centro Hospitalar do Oeste nas deslocações de profissionais de saúde entre as unidades hospitalares. “Em resposta à solicitação do hospital, a autarquia também começou a transportar diariamente oito médicos de Caldas da Rainha para Peniche, uma vez que a medicina interna vai sair das Caldas para Peniche temporariamente para haver mais espaço para área Covid”, adiantou Tinta Ferreira, esclarecendo que o autocarro parte todos os dias úteis às 08h30, e depois regressará ao fim da tarde.

Nesse sentido, “temos sido muito proativos nesta matéria, quer no apoio aos lares, quer na tentativa de arranjar recursos humanos e apoios técnicos e financeiros”, e como tal, “estamos disponíveis para continuar ajudar e colaborar com iniciativas nesta área”, apontou o autarca.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Esculturas feitas de plástico alertam para a poluição das praias e oceanos

A Nazaré é um dos locais que recebem as esculturas da artista Soraia Domingos, feitas com plástico e resíduos não passíveis de serem reciclados, recolhidos na costa portuguesa pela Marinha Portuguesa, ao abrigo do projeto TransforMAR, do Lidl. Todo o restante material plástico, passível de ser reciclado, será convertido em t-shirts.

plastico