Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 13° C

Morte de idoso no hospital de Torres Vedras em investigação

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) abriu um processo de averiguação para apurar as circunstâncias em que ocorreram o falecimento de um doente, de 87 anos na Área Dedicada para Doentes Respiratórios (ADR-SU) da unidade de Torres Vedras, no passado dia 12.
Tem-se verificado uma elevada afluência de doentes ao Hospital de Torres Vedras

O Correio da Manhã noticiou que o idoso morreu à porta do Hospital de Torres Vedras, quando, por falta de camas, aguardava numa ambulância dos bombeiros de Mafra para ser atendido. Não estava diagnosticado com Covid-19 e apresentava sérias dificuldades respiratórias.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) indicou à agência Lusa que o pedido de socorro à vítima foi recebido às 9h16 e o doente foi “admitido já em paragem cardiorrespiratória”, na urgência, pelas 12h20.

O INEM reconheceu que a demora de três horas foi “um tempo de espera acima do desejável para que o utente fosse admitido” na urgência de Torres Vedras e apontou como justificação a “elevada afluência ao serviço”, sublinhando ter havido na mesma altura uma “elevada afluência às urgências” dos hospitais da região.

O CHO revelou que “ainda está a decorrer um processo de averiguação dos factos”, no entanto, avança que “não correspondem à realidade as notícias que referem que o utente faleceu na ambulância e que esteve cerca de nove horas de espera”.

A administração admitiu, contudo, que nos últimos dias tem-se verificado uma elevada afluência de doentes à ADR-SU, “o que tem provocado alguns constrangimentos no que concerne ao tempo de espera para atendimento”.

Por forma a reforçar a capacidade de resposta, foi criada na passada sexta-feira uma nova enfermaria destinada a doentes Covid, com lotação para 21 camas.

Antes tinham sido instaladas tendas pela Proteção Civil junto ao hospital, com o intuito de aumentar a capacidade de resposta à pandemia. “Estas tendas serão utilizadas para a realização de colheitas para testes de diagnóstico à Covid-19, para a realização de pensos a utentes Covid-19 e servirão de apoio aos utentes que estão a aguardar atendimento nas consultas externas”, descreveu a administração hospitalar.

Atualmente o CHO dispõe de uma capacidade total de 103 camas de internamento para doentes Covid, na unidade de Torres Vedras (68) e na unidade de Caldas da Rainha (35).

Prevê-se ainda que a unidade de internamento no hospital de Peniche destinada a doentes não Covid, com capacidade para 21 camas, entre em funcionamento a breve trecho.

Recorde-se que na sequência do surto de Covid-19 e perante a necessidade de ocupar espaços para internamento dos doentes infetados, tem-se verificado uma situação de sobrelotação.

Nos últimos dias, por esse motivo, as ambulâncias têm-se aglomerado e ficado retidas à porta do hospital até os doentes darem entrada na urgência. Ocasionalmente há necessidade de transferência de doentes para outros hospitais.

O surto de Covid-19 identificado no hospital de Torres Vedras já provocou catorze mortos e tem ativos 135 casos, de acordo com os boletins diários emitidos pela Câmara Municipal.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Dois médicos vão reforçar Unidade de Saúde Familiar

Foi concedido um regime de exceção para a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) contratar mais dois médicos avençados para ajudar a resolver a atual fraca resposta da Unidade de Saúde Familiar do Bombarral.

usf

Morreu na cama

Os bombeiros das Caldas da Rainha tiveram na manhã da passada sexta-feira de forçar a entrada numa habitação na aldeia do Chão da Parada para tentar socorrer uma mulher de 55 anos que vieram a encontrar deitada na cama em paragem cardiorrespiratória, na sequência de doença súbita.

The Wellness Clinic propõe tratamentos para quem quer perder peso

Ano novo, novas preocupações. Ao iniciar um novo ano, e com o aproximar do verão as pessoas começam a ter uma preocupação acrescida com a imagem, e nesse sentido a clínica The Wellness Clinic, na rua Emídio de Jesus Coelho nº10, em Caldas da Rainha, propõe “uma série de tratamentos e cuidados indicados para quem pretende perder peso, gordura localizada ou mesmo celulite”.