Q

Previsão do tempo

13° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 15° C
13° C
  • Wednesday 13° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 15° C
12° C
  • Wednesday 12° C
  • Thursday 15° C
  • Friday 15° C
Família Reis agradece apoio para reconstrução de casa incendiada

“Não estávamos à espera que as pessoas fossem tão solidárias”

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A família Reis, que ficou desalojada devido a um incêndio, que deflagrou no dia 3 de dezembro na habitação onde o casal, de 49 e 52 anos, vivia com a filha de 16 anos, em Valado de Santa Quitéria, na freguesia de Alfeizerão, gerou uma onda de solidariedade que “superou todas as expetativas”. Mais recentemente, a família recebeu 489€ num jantar solidário organizado no passado dia 6 pela Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO).
Beatriz Reis, com os pais e a irmã mais nova

O incidente, que aconteceu no dia do aniversário da filha mais velha, Beatriz Reis, motivo pelo qual a família se encontrava fora da habitação, acabou por não deixar ninguém indiferente, e em poucos dias foi gerada uma onda de solidariedade e ajudas que surpreendeu a família.

“Não estávamos à espera que as pessoas fossem tão solidárias, desde amigos a desconhecidos a tentarem ligar para nos ajudar. Não estávamos à espera de tanta ajuda. As pessoas têm sido mesmo incríveis, oferecendo tudo, desde casas, carros, roupas, bens alimentares, entre outras coisas”, relatou a jovem, que tem ajudado os pais a tratar de tudo o que é necessário para começar “uma vida nova, pois para eles falar sobre o assunto ainda é muito difícil”.

A jovem, de 22 anos, que já não morava com os pais, recorda que “nesse dia saímos de casa por volta às 19h com tudo e voltamos às 20h30 sem nada”. Além da casa e do recheio, a família Reis também perdeu os dois carros, sendo um deles o transporte de trabalho do pai.

“Mas felizmente alguns amigos disponibilizaram um carro, tendo já começado a trabalhar”, sublinhou Beatriz Reis, apontando que além do carro também foi cedida uma habitação na freguesia de São Gregório, no concelho das Caldas da Rainha, onde atualmente a família está a morar.

“Neste momento, os meus pais já estão um pouco melhor e a ver uma luz ao fundo do túnel, e a minha irmã já voltou à escola. Está tudo a voltar a estabilizar”, frisou a jovem, que agradece todas as ajudas que surgiram de “todo o lado, até mesmo do estrangeiro”, bem como as angariações de bens que decorreram nas redes sociais em diferentes grupos. Por sua vez, a Câmara de Alcobaça, através da Ação Social, está a acompanhar a situação, com vista a apoiar as necessidades desta família.

Após a tragédia, Beatriz decidiu criar uma página nas redes sociais (https://www.facebook.com/campanhafamiliareis), com intuito de arranjar mais ajudas, mas também para as pessoas perceberem aquilo que realmente aconteceu e ainda “ter um acesso mais fácil para entrarem em contacto comigo”. Igualmente foram espalhadas diversas caixas solidárias por estabelecimentos da cidade, tendo sido angariado e entregue à família uma quantia de 1133,86 euros.

Para a jovem, “ainda é um choque muito grande ver a casa sem telhado e em cinzas, por isso agora a prioridade é mesmo conseguir tirar todo o material queimado de lá, e ver se ainda há alguma coisa viável”. Nesse sentido, Beatriz agradece toda a ajuda recebida, mas de momento, os donativos que eventualmente irão precisar serão para reconstrução da casa, pois “todo o material será bem-vindo”.

“A pouco a pouco vamos tentar reconstruir a casa, mesmo que o seguro não reembolse”, afirmou a jovem, adiantando que “neste momento esse é o nosso maior desejo, a reconstrução da nossa casa”.

Beatriz vai continuar a partilhar nas redes sociais todas ações solidárias, mas também necessidades da família e para quem quiser ajudar poderá fazê-lo através da conta solidária criada com ajuda da Junta de Freguesia de Alfeizerão (PT50 0045 5022 403338870976 4) ou por MbWay (918189067).

Jantar solidário

Além de movimento solidário, quatro turmas da EHTO juntaram-se e organizaram um jantar solidário a favor da ex-colega, Beatriz, que se formou há três anos no curso “Técnicas de Cozinha e Pastelaria”. Esta ação dos alunos, que decorreu no passado dia 6, foi realizada no âmbito do módulo de “Intraempreendedorismo”, que tem como objetivo estimular nos alunos uma atitude empreendedora interna na instituição através de envolvimento de projetos que promovam o desenvolvimento sustentável da entidade, onde a responsabilidade social assume uma importância relevante.

A ideia, que envolveu alunos do curso de Gestão e Produção de Pastelaria e de Cozinha, bem como a turma de Técnicas e Serviço de Restauração e Bebidas e chefes, permitiu que fossem angariados e doados 489 euros à família Reis.

“Para mim foi muito emocionante, pois não estava à espera que uma escola onde frequentei quatro anos se juntasse e fizesse tudo isto”, confessou a jovem, adiantando que está previsto haver mais um almoço ou jantar solidário para ajudar a família Reis.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Uma semana com oito mortes na região Oeste

Os dados divulgados até à manhã de 25 de fevereiro davam conta que no total, desde o início da pandemia, foram registados 847 óbitos (mais 8 em relação à semana passada) na região Oeste associados à Covid-19. O concelho de Torres Vedras era onde se verificava o...

113649 covid

Seniores masculinos do Sporting das Caldas com dupla vitória

O Sporting Clube das Caldas (SCC) recebeu o Clube Kairós, dos Açores, em jogo atrasado da terceira jornada da segunda fase, série A2, do campeonato nacional, e venceu com alguma naturalidade a equipa açoriana, apesar de ter perdido o segundo set.

voleibol

Sérgio Leandro dirige Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Sérgio Leandro vai tomar posse como diretor da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) nesta quarta-feira, pelas 15h00, em Peniche, sucedendo a Paulo Almeida. A cerimónia contará com a presença do ministro do mar, Ricardo Serrão Santos.

sergio