Q

Previsão do tempo

17° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
17° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
17° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 21° C

Caldas com 14 atletas em isolamento viu negado adiamento de jogo

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Caldas Sport Clube (CSC) está revoltado com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por não ter sido adiado o jogo deste domingo de manhã com o Torreense, para o Campeonato de Portugal, na sequência de dois casos positivos de Covid-19 no plantel caldense, a quem se juntam outros doze atletas em isolamento profilático.

Segundo a direção do CSC, no dia 30 de dezembro foram detetados dois casos positivos de infeção no plantel sénior. “Como medida, contactámos o delegado de saúde local que, imediatamente, decretou o isolamento profilático de mais doze atletas, num plantel constituído por 26 jogadores”, relatou o clube.

“Tendo em conta e considerando que mais de 50% da nossa equipa sénior estava em isolamento e incapacitada para ir a jogo, foram estabelecidos também contactos com a FPF com vista ao adiamento do jogo de domingo frente ao Torreense”, adiantou.

Contudo, nesta sexta-feira, “após muitas diligências, a FPF entendeu que o jogo se deverá realizar na data prevista, já que o CSC tem, além da equipa sénior, uma equipa B e de sub-21 – que nesta quadra natalícia se encontram com as suas competições suspensas devido às restrições impostas pelo atual estado de emergência”.

Perante esta decisão da FPF, o clube caldense ponderou “não ir a jogo, com derrota por falta de comparência e assumindo todas as consequências de tal decisão, ou utilizar atletas que não treinam há cerca de duas semanas e que nunca treinaram com a equipa sénior”.

O CSC vê-se “obrigado” a ir a jogo, mas não deixou de sublinhar que essa situação “fere o artigo 12 da FPF sobre a ética e verdade desportiva”.

“Além dos catorze atletas em isolamento, o restante plantel aguarda pela realização de testes impostos e obrigatórios por parte da Direção-Geral da Saúde, o que acontecerá na próxima semana, correndo o risco de existirem mais casos entre os atletas que irão a jogo”, alertou o CSC.

A direção do clube lamentou esta circunstância, considerando que “estão completamente desvirtuados todos os princípios com os quais se deve reger uma competição desportiva”.

“Durante todo o processo, foi dado conhecimento à equipa adversária – o Torreense, que não se mostrou disponível para o adiamento do jogo, remetendo a decisão sempre para a responsabilidade da FPF”, acrescentou o CSC em comunicado. O Torreense ainda não reagiu.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Grande Prémio de Atletismo “Corre Cadaval”

Realiza-se no dia 2 de julho a 1ª Edição do Grande Prémio de Atletismo “Corre Cadaval”, evento que se desdobra em Prova Juvenil e Prova de Honra, desenrolando-se em sistema de circuito na vila do Cadaval.

A-dos-Negros celebra 419 anos

A Junta de Freguesia de A-dos-Negros comemora no próximo domingo o Dia da Freguesia, assinalando o 419º aniversário.

Bandas no Parque

O Parque das Bicicletas do Parque D. Carlos I, nas Caldas da Rainha, acolhe durante o mês de julho a iniciativa Bandas no Parque, no âmbito do Caldas Anima.