Q

Previsão do tempo

13° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 15° C
14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 14° C
  • Sunday 14° C
14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 16° C
Grupo empresarial obidense constrói

Mil óculos de proteção contra a Covid-19 vão ser oferecidos a profissionais de saúde

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O grupo empresarial B&M – Barros & Moreira, com sede em Óbidos, vai oferecer mil óculos de proteção contra a Covid-19 aos profissionais de saúde do hospital das Caldas da Rainha, equipamento que desenvolveu na sua unidade de injeção de termoplásticos
Colaboradoras da empresa a usarem os óculos de proteção

“Esta foi a nossa resposta ao apelo feito pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), ainda durante a primeira vaga da pandemia, para que este tipo de equipamentos fosse desenvolvido e fornecido por empresas portuguesas, com todas as certificações europeias, para diminuir a dependência do nosso SNS (e da Europa) de produtos chineses que nem sempre cumprem os padrões de qualidade exigíveis pelas normas europeias”, afirmou Vasco Neves, da direção de marketing.

“Após a conceção, desenvolvimento, testes laboratoriais e respetivas certificações europeias, temos o produto em produção e pronto para comercialização”, revelou.

Este responsável explicou que “parte da pesquisa foi efetuada em parceria com a unidade hospitalar de Caldas da Rainha de Centro Hospitalar do Oeste, pelo que vamos fazer a oferta de mil unidades de óculos para os profissionais do hospital poderem utilizar, reforçando a sua proteção durante as jornadas de trabalho”.

O grupo, que trabalha maioritariamente na indústria de produção de sanitários, desenvolveu estes óculos através da BMplast.

“Fomos sensíveis ao apelo efetuado pelo ministério da saúde para que o tecido empresarial pudesse participar, com o seu contributo tecnológico e com o know-how técnico, na produção deste tipo de equipamentos de proteção individual”, declarou Carlos Barros, CEO do Grupo B&M.

Há alguns meses tinha revelado que “a decisão de iniciarmos a produção deste tipo de equipamentos surge da necessidade de dar resposta à emergência social que se poderá viver nestes próximos meses”, o que se veio a confirmar com a segunda vaga da pandemia.

“Estes óculos de proteção reutilizáveis são equipamentos de proteção individual (EPI), articulados e ajustáveis a diferentes tamanhos. As lentes serão em policarbonato anti risco e serão resistentes ao impacto. A proteção ficará garantida em toda a sua extensão, uma vez que protegerão não apenas a parte frontal, mas também a lateral de toda a zona ocular, defendendo contra salpicos, aerossóis de secreções respiratórias e outros produtos biológicos”, relatou o grupo.

Segundo referiu, “a Organização Mundial de Saúde apontou que os olhos são uma das portas de entrada deste vírus para o organismo humano”. “Este tipo de equipamento protegerá contra o contágio por gotículas contaminadas e permitirá também evitar se toque diretamente nos olhos, impedindo o transporte, do vírus, das mãos para o interior do organismo”, sublinhou.

A BMplast e o Grupo B&M são uma das primeiras empresas a fazer a produção deste tipo de equipamentos totalmente certificados em solo nacional.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Proteção Civil com simulacros durante uma semana

Ao longo de mais de uma semana, entre 4 e 14 de março, o Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) das Caldas da Rainha realiza o Caldex’24, um programa que inclui exposição de meios e simulacros de incêndios, resgate no mar, roubo de automóvel e acidente de viação.

protecao1

Suspeito de homicídio terá sido ajudado

Luís Lopes, o homem acusado pelo Ministério Público (MP) de homicídio qualificado e profanação de cadáver do seu companheiro, em abril do ano passado, em Adão Lobo, no concelho do Cadaval, não será o único arguido a sentar-se no banco dos réus, no início do julgamento, a 18 de março, às 14h00, no Tribunal de Loures, sede da Comarca de Lisboa Norte.

crime

Ciclista da Ribafria venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters

Um ciclista do CRP Ribafria | Grupo Parapedra – Dinazoo – Riomagic venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters em Taveiro – Coimbra, no dia 25 de fevereiro. É uma corrida em que os atletas competem pela liderança entre escalões, sendo esta prova composta por cinco etapas.

ciclista