Q

Previsão do tempo

7° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
7° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
7° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C

Alfeizerão ao abandono e não há responsáveis

Manuel Manhas

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Alfeizerão continua ao abandono. Vejamos: - o Mercado Municipal, coitado, continua em obras há mais de três meses, estando os seus vendedores de produtos alojados em barracas toscas sem condições, apinhadas junto a um largo, no centro da freguesia. E com o inverno no horizonte, como vão essas pessoas suportar a estadia nestes locais de venda, caso continue o atraso na conclusão das obras no Mercado?

– As obras de ampliação da Escola Básica do 1º ciclo continuam paradas e isto sucede há mais de um ano. E consta que há fundos europeus envolvidos nessas obras…

– A rua no centro da freguesia, que fica em frente à Pastelaria O Castelo, tem o piso tão miserável, que em breve só poderá ser percorrida de jipe ou, talvez, de burro. Remendos a mais no piso tornam a sua degradação mais visível e o esquisito é que gente que trabalha na Junta de Freguesia passa nesse local com frequência e não entende que aquele pequeno troço merece a atenção que não teve durante mais de 24 anos.

– a entrada nascente da povoação merece um destaque especial: aí, o passeio situado entre o acesso ao Loteamento Fortunato e a entrada na vila, ladeando parte da estrada Nacional 242, continua a ser um perigo para quem por ali passa e alguns dos seus utilizadores são pessoas idosas. Os acidentes sucedem-se, como se conclui observando o estado do muro que separa esse passeio da Quinta do Vale da Cela, propriedade da Câmara Municipal de Alcobaça (CMA).

Contam-me que ainda há pouco tempo, ocorreu nesse local mais um acidente de viação e os seus efeitos no muro mostram bem a violência do impacto. Por acaso, nessa altura não ia ninguém no passeio quando uma viatura o galgou e destruiu parte do muro apontado. Sei que a CMA e a Junta de Freguesia de Alfeizerão se tentam defender argumentando que este problema é da responsabilidade da IP (Infraestruturas de Portugal), mas quem deve oficiar e alertar aquela entidade é a CMA.

– na entrada nascente da povoação, a paragem de autocarros, em frente ao Stand Prestige, é outro exemplo gritante de desleixo e, pior, de falta de consideração das entidades autárquicas pelas pessoas que utilizam esse espaço de acesso ao transporte público. Melhorias nessa paragem manhosa nunca aconteceram e quem ali espera transporte público sente que como cidadão com direitos continua a não existir para a CMA.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Morreu na cama

Os bombeiros das Caldas da Rainha tiveram na manhã da passada sexta-feira de forçar a entrada numa habitação na aldeia do Chão da Parada para tentar socorrer uma mulher de 55 anos que vieram a encontrar deitada na cama em paragem cardiorrespiratória, na sequência de doença súbita.

Mural homenageia a mulher da Nazaré

Está a nascer um novo mural dedicado à mulher nazarena e ao seu papel em diferentes áreas na sociedade local ao longo de décadas.

mural

Candidato do CDS em jornada agrícola

Na passada quarta-feira o candidato do CDS pelo distrito de Leiria, António Galvão Lucas, esteve no Bombarral, onde visitou a povoação de Pó para se inteirar das dificuldades dos produtores de bacelos, com quem conversou, seguindo-se uma visita a fruteiras da região também para saber da situação atual de produção e exportação da pérola do Bombarral, a pera rocha.

galvao