Q

Previsão do tempo

14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 15° C
15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 15° C
15° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
  • Sunday 16° C

Caldas Rubgy Clube perde com o Bairrada

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Na 2ª jornada do CN1 - fase apuramento – Zona Norte, o Caldas RC recebeu o MRC Bairrada e foi derrotado, num jogo intenso e sem público, imposição da época que vivemos.
Alinhamento

O Caldas RC vinha de um período de paragem, fruto do confinamento imposto a alguns dos seus atletas após casos positivos detetados fora da prática desportiva. O MRC Bairrada realizava a sua primeira partida competitiva, após o adiamento das duas anteriores partidas.

Aos 6 minutos e numa primeira oportunidade, apenas travada em falta, o chutador caldense Afonso Pecegueiro foi aos postes e concretizou, abrindo o marcador. 3-0 para os visitados.

Aos 19 minutos o Bairrada teve a sua primeira jogada de ataque ligado, apenas travada em falta. Aproveitou o médio de formação Bairradino, Rubem Ferreira para ir aos postes, empatando a partida com um pontapé competente.

Aos 23 minutos, e como corolário do seu domínio os bairradinos chegavam ao toque de meta pelo asa Miguel Heleno. A transformação não resultou.

Aos 30 minutos, o médio de formação caldense Rodrigo “Pulga” Henriques foi rápido a abrir para Fili Gil, que chegou ao toque de meta. Afonso Pecegueiro não logrou concretizar o pontapé de transformação.

1ª Parte: Caldas RC – 8 (1E,1P) MRC Bairrada – 8 (1E,1P)

O Caldas entrou muito decidido no reatamento. Fili Gil captou a bola de saída, serviu o ponta Diogo Vasconcelos, que só parou na linha de meta. Afonso Pecegueiro não enjeitou o pontapé de transformação e colocou o resultado em 15-8.

Não desistiu o Bairrada, com ensaio obtido pelo asa Pedro Santos, aos 48 minutos. A transformação não teve êxito.

Aos 50 minutos o árbitro teve que intervir disciplinarmente mostrando o cartão vermelho ao centro bairradino David Lourenço e ao 2ª linha pelicano Wilson Bento. O calor da luta a penalizar ambos os conjuntos.

Aos 58 minutos houve uma jogada bem encadeada, após conquista no solo, entre Diogo Vasconcelos e o recém-entrado, Tommy Lamboglia, que concretizou. Pontapé fácil apara Afonso Pecegueiro que não falhou.

Aos 65 minutos um amarelo, e os correspondentes 10 minutos no “sin bin” para o centro Tiago “Samu” Santos, colocou os pelicanos com 13 homens em campo.

Passou a acreditar o Bairrada e aos 72 minutos, e após várias sucessões de faltas nos últimos 5 metros, o árbitro concedeu o ensaio de penalidade ao Bairrada, que reduzia para 22-20. Na sequência da jogada, mais um amarelo para o Caldas, o talonador David Esteves.

Até final esperava-se um assalto final do Bairrada, para reverter o resultado. Defendia como podia o Caldas mas não evitou, aos 79 minutos, o ensaio pelo capitão Bairradino Jorge Marques. Transformação eficaz do abertura Gonçalo Costa.

Resultado Final: Caldas RC – 22 (3E, 2T, 1P) MRC Bairrada – 27 (3E, 1T, 1P, 1EP)

Vitória da equipa que esteve sempre coesa ao longo de toda a partida e que mostrou uma maior capacidade física nos últimos 20 minutos, acreditando sempre no triunfo.

O Caldas RC alinhou com Afonso Pecegueiro (2T, 1P), Alexandre Vieira, Bruno Martins, David Esteves, Diogo Vasconcelos (1E), Duarte Mourão Nunes, Filipe Gil (1E), Giorgi Kikvadze, Gonçalo Sampaio, José Contreras, José Maria Vieira, Luis Gaspar, Manuel Carriço, Oscar D’Amato, Rafael Marcos, Ricardo Correia, Ricardo Marques (Cap.), Rodrigo Henriques, Rui Santos, Tiago Santos, Tomas Jacinto, Tomás Lamboglia (1E), Wilson Bento.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de homicídio terá sido ajudado

Luís Lopes, o homem acusado pelo Ministério Público (MP) de homicídio qualificado e profanação de cadáver do seu companheiro, em abril do ano passado, em Adão Lobo, no concelho do Cadaval, não será o único arguido a sentar-se no banco dos réus, no início do julgamento, a 18 de março, às 14h00, no Tribunal de Loures, sede da Comarca de Lisboa Norte.

crime

Ciclista da Ribafria venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters

Um ciclista do CRP Ribafria | Grupo Parapedra – Dinazoo – Riomagic venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters em Taveiro – Coimbra, no dia 25 de fevereiro. É uma corrida em que os atletas competem pela liderança entre escalões, sendo esta prova composta por cinco etapas.

ciclista