Q

Previsão do tempo

4° C
  • Thursday 10° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
5° C
  • Thursday 11° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
6° C
  • Thursday 11° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C

Confraria da Nazaré selecionada para acolher jovens refugiados

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Confraria de Nossa Senhora da Nazaré foi uma das cinco instituições nacionais escolhidas para integrar o projeto europeu de acolhimento a Crianças e Jovens Estrangeiros não Acompanhados (CJENA).
Centro de Acolhimento Temporário da Confraria

“Este projeto tem a ver com um compromisso que o estado português assumiu dentro do quadro da União Europeia no que diz respeito à questão dos refugiados, para acolhimento de 500 jovens não acompanhados até ao final de 2021. Foi aberta uma consulta a instituições interessadas em integrar este projeto para que manifestassem o interesse em participar”, explicou Nuno Batalha, presidente da Mesa Administrativa da Confraria.

A Confraria manifestou o seu interesse e das 70 entidades a nível nacional que se pronunciaram favoravelmente, a IPSS da Nazaré tornou-se numa das cinco escolhidas.

“Vamos acolher entre 50 a 55 jovens, por ciclos, oriundos dos campos de refugiados gregos, que no período convencionado de 22 meses passarão pela instituição”, relatou.

Cada um dos jovens deverá permanecer na instituição escolhida entre três a seis meses. A Confraria é a única no distrito de Leiria a entrar neste sistema. Será ocupado o Centro de Acolhimento Temporário da Confraria.

“Será o Ministério da Educação a tratar da escola que vai acolher os jovens para aprenderem a língua de acolhimento, tal como, ao nível da saúde, será o Ministério da Saúde a contactar o Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Norte para esse efeito. Vamos ser acompanhados pelos vários organismos”, revelou o responsável pela Confraria.

“O objetivo é que estes jovens sejam acolhidos pela entidade que irá preparar a sua primeira integração, tendo as instituições de acolhimento o papel de diagnosticá-los a nível da saúde, literacia, cultura, para que se possa estudar um projeto de vida para onde deverão ser encaminhados rapidamente, encurtando, assim, o período de institucionalização de cidadãos já bastante traumatizados pela vida e pelos acontecimentos”, salientou Nuno Batalha.

Muitos destes 500 menores estrangeiros chegaram aos campos de refugiados sem qualquer documento do país de origem.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Fazer testes sem sair do carro

O Centro de Testagem à Covid-19 da Nazaré abriu no passado dia 10, na Bonarte, no Parque Atlântico, no Sítio da Nazaré. O serviço resulta de uma parceria da Câmara Municipal com a Policlínica Benedita - Grupo H Saúde. “A presidência da Câmara, atenta à evolução da...

drive

Mil vacinações diárias em novo centro

Abriu no passado sábado um novo centro de vacinação em Alcobaça, que substitui o que existia e que vai permitir duplicar o número de vacinas a serem administradas diariamente, passando de 500 para 1000. Foi numa parte do Mercado Municipal de Alcobaça que foram...

vacinacoes

Inês Belbute com medalha de bronze na marcha

Inês Belbute, atleta da Escola de Atletismo do Arneirense, das Caldas da Rainha, alcançou o 3° lugar no Campeonato Nacional de Marcha em Estrada, realizado em Porto de Mós, com a marca de 29 minutos e 42 segundos.

atleta