Q

Previsão do tempo

8° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 13° C
8° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 13° C
8° C
  • Monday 12° C
  • Tuesday 13° C
  • Wednesday 14° C

Livro “99″ de Vasco Trancoso em destaque no estrangeiro

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O livro “99”, da autoria do médico gastrenterologista Vasco Trancoso, lançado no início deste ano, foi alvo de várias distinções internacionais. Além de ter sido considerado “Livro do Mês” no blogue da Leica Fotografie International, também foi finalista no Italian Street Photo Festival, premiado com o 2º lugar no Prix de La Photographie de Paris e alvo de diversos artigos de opinião e entrevistas, como foi o caso de uma das principais revistas internacionais de fotografia, a Amateur Photographer.
Algumas das suas imagens do quotidiano têm sido elogiadas no estrangeiro

Vasco Trancoso nasceu em Lisboa e desde 1983 vive na cidade das Caldas da Rainha, onde após a reforma retomou uma “velha paixão, a fotografia, que estava adormecida”. Depois de um primeiro momento com imagens contemplativas de paisagens decidiu, no final de 2014, começar a fazer fotografia em locais públicos.

Durante 2015/2016, a sua “voz” fotográfica mudou e o seu trabalho passou a ser a “cores” – utilizando uma câmara compacta. Desde então, ao sabor da “intuição e da luz, procura sobretudo “os fragmentos de cor emergindo entre silhuetas e sombras, numa interpretação da festa da rua e da magia do caleidoscópio urbano”.

“A abordagem plástica, a composição cromática, as emoções e o impacto gráfico são decisivos para a fotografia”, explicou o autor do livro “99”, que conta com um ensaio escrito pelo conceituado fotógrafo David Gibson e um posfácio por Paulo Abrantes.

O livro, composto por uma seleção de 99 imagens, na sua grande maioria da região, sendo que 72 imagens são das Caldas da Rainha e Foz do Arelho, 22 fotografias de Óbidos e ainda cinco de Lisboa e uma de Quarteira, tem proporcionado ao autor diversas entrevistas internacionais, como foi o caso do blogue de referência internacional em fotografia de rua, “Up-Phtographers”, das revistas “Inspired Eye Magazine” e “Amateur Photographer”, e ainda prémios e “elogios de grandes mestres internacionais da arte fotográfica contemporânea”.

Para o autor do livro “99”, “a fotografia adquiriu desde o início da era digital, uma importância muito grande na vida das pessoas, sendo também uma via o auto conhecimento”. “Uma fotografia não é só aquilo que o fotógrafo vê, o autor também está na fotografia”, explicou Vasco Trancoso, adiantando que “não fotografo a realidade como todos vemos no dia-a-dia, mas sim, como eu vejo”.

Igualmente manifestou que “numa altura em que a fotografia é a arte visual com maior impacto no século XXI fazia todo o sentido que Caldas da Rainha, como cidade das artes, devia de preocupar-se um pouco mais com a fotografia”. “Aliás, em Portugal, a fotografia de rua ainda tem muito feita a preto e branco, e as imagens do meu livro alteram um pouco o paradigma, porque a cor é um dos grandes protagonistas”, explicou o antigo presidente do Conselho de Administração do Hospital das Caldas da Rainha.

Além do livro, que pode ser adquirido na papelaria Vogal e no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, Vasco Trancoso também publica e divulga as suas imagens do quotidiano nas redes sociais e sites específicos da área. Quanto a projetos para o futuro, Vasco Trancoso vai continuar a fotografar e espera lançar um segundo livro, “com fotos feitas em outros lugares, como por exemplo Lisboa”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Homenagem a Luís “Bicau”

A Oeste Rescue, associação de nadadores salvadores, prestou na tarde do passado sábado homenagem ao Luís Alberto, conhecido por “Bicau”, de 44 anos, que há dias foi encontrado morto nas imediações da Lagoa de Óbidos.

bicau

Voto antecipado na Expoeste

O voto antecipado realiza-se a 23 de janeiro, no Pavilhão da Expoeste, pela facilidade de estacionamento e, caso necessário, permitirá que os eleitores aguardem no interior do edifício.

expoeste

Museu Nacional Resistência e Liberdade arranca em fevereiro

Tem início em fevereiro a empreitada com vista à instalação do Museu Nacional Resistência e Liberdade na Fortaleza de Peniche, devendo a mesma estar concluída no primeiro trimestre de 2023, de modo a que possa ser inaugurado a 25 de abril de 2023, um ano antes das comemorações do 50º aniversário da Revolução dos Cravos.

museu