Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 13° C

Elisa Rodrigues cativou o público no Caldas Nice Jazz

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“Estou muito feliz por estar aqui e vamos dar tudo porque não sei quando é que vou voltar a pisar um palco face às novas medidas Covid-19”, disse Elisa Rodrigues, no passado sábado, no início do seu concerto, no Centro Cultural e de Congressos (CCC) das Caldas da Rainha, no âmbito do Festival Internacional Caldas Nice Jazz.
Elisa Rodrigues cantou com Carolina Deslandes e IRMA no Caldas Nice Jazz

A cantora, que tem sido apontada como uma revelação, cativou o público com temas do seu primeiro álbum de originais, “As Blue as Red”.

Um dos momentos altos foi a canção “Não voltes mais”, finalista do último Festival da Canção.

Ocasião também esperada pela audiência foi a atuação de Elisa com Carolina Deslandes e IRMA, que foram as convidadas especiais neste concerto no Grande Auditório do CCC. “Obrigada a todos por apoiarem a cultura”, manifestaram as cantoras, que cantaram com Elisa temas especiais preparados para este espetáculo.

É a segunda vez que Elisa Rodrigues participa no Caldas Nice Jazz. A primeira vez foi em 2018, no Auditório Municipal da Casa da Música, em Óbidos. “Estou muito feliz por estar de volta”, manifestou.

Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS antes do concerto, Elisa Rodrigues disse que “desde o início da humanidade que o ser humano se junta para cantar e dançar e é uma forma de superar coisas, celebrar, libertar e espantar os males”.

A cantora de jazz afirmou que as pessoas “precisam muito de cultura, de ver cantar e dançar”. “Há tanto isolamento e o facto de o público estar no mesmo espaço e sentir e vibrar com a música ao mesmo tempo é lindíssimo e nós precisamos disso”, apontou.

Elisa Rodrigues tem na música, e sobretudo no jazz, a sua grande paixão. Começou a apaixonar-se por este estilo de música aos 15 anos quando viu um concerto de Maria João e Mário Laginha. “Na altura cantava música clássica e a partir daí nunca mais parei de cantar jazz”, contou.

Quanto a projetos para o futuro, apesar de o disco “As Blue as Red” ter as raízes no jazz e no blues mas ser um álbum mais pop, Elisa está com vontade de “voltar a temas mais jazz”.

O concerto teve ainda João Firmino na guitarra, Margarida Campelo nos teclados, Ricardo Marques no baixo / contrabaixo, Alexandre Alves na bateria e António Quintino na direção musical.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Reabilitação urbana em A-dos-Francos

Uma sessão de esclarecimento sobre o levantamento das áreas de reabilitação urbana em A-dos-Francos, nas Caldas da Rainha, vai ser realizada no dia 26 de janeiro, pelas 21h, na sede na Junta de Freguesia.

rea

Dois médicos vão reforçar Unidade de Saúde Familiar

Foi concedido um regime de exceção para a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) contratar mais dois médicos avençados para ajudar a resolver a atual fraca resposta da Unidade de Saúde Familiar do Bombarral.

usf

Morreu na cama

Os bombeiros das Caldas da Rainha tiveram na manhã da passada sexta-feira de forçar a entrada numa habitação na aldeia do Chão da Parada para tentar socorrer uma mulher de 55 anos que vieram a encontrar deitada na cama em paragem cardiorrespiratória, na sequência de doença súbita.