Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 13° C

Cantora lança música e videoclipe de homenagem a São Martinho do Porto

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A vila de São Martinho do Porto, conhecida pela sua baía em forma de concha, bem como pelo miradouro do Facho, o túnel e até mesmo o farol, será no próximo dia 11 homenageada com um videoclipe e uma música dedicada à mesma. Esta “pequena dedicatória”, que foi gravada no verão, faz parte do primeiro projeto lançado a solo pela cantora e artista Mariana Arroja, que apesar de não ter nascido na vila, cresceu ali.
A música e o videoclipe serão lançados no dia 11 de novembro nas plataformas digitais

A artista de 30 anos, que é natural do Porto, desde pequena que passa férias em São Martinho. “Toda a vida passei férias nesta vila e apesar de ser só durante o verão ganhei um grande afeto pela localidade e pelas pessoas daqui”, sublinhou a cantora, que apesar de todo o seu “percurso científico ter sido lá fora”, sempre que tem oportunidade desloca-se à vila para “matar saudades dos tempos de infância”.

Aos 18 anos mudou-se para Londres para se licenciar em Farmacologia e mais tarde para Glasgow, na Escócia, para doutorar-se em Neurociências. Foi ali que conseguiu ultrapassar “o medo de cantar em palco”.

“Em Glasgow frequentei alguns Open Mics (eventos onde o público amador ou profissional pode-se apresentar no palco, geralmente pela primeira vez, ou para promover uma próxima apresentação), sítio esse que eventualmente contribuiu para eu perder o medo de cantar em público”, contou Mariana Arroja, que em dezembro de 2018 foi convidada para dar o seu primeiro concerto de fado, no Drake Bar.

O projeto começou assim a “ganhar magnitude”, tocando todos os meses em vários sítios, nomeadamente no festival de música Celtic Connections, até que veio a pandemia em março deste ano e “decidi regressar a Portugal”.

Atualmente a jovem divide o seu tempo entre os seus “dois grandes amores”, a música e a ciência. “Durante a semana dedico-me a apoiar empresas farmacêuticas no desenvolvimento de medicamentos, e ao fim-de-semana dedico-me à música, onde posso expor o meu lado mais vulnerável”, confessou, adiantando que o facto de estar a trabalhar como freelancer permitiu-lhe ter mais liberdade para compor melodias, bem como terminar a música original “São Martinho”.

“A música já estava na cabeça desde 2018”

Esta melodia, que teve início há dois anos, mas que só em abril deste ano ficou concluída, é “a minha dedicatória/homenagem à vila de São Martinho do Porto”, frisou Mariana Arroja, que escreve e compõe as suas próprias músicas. Para este projeto também contribuiu o facto de o seu pai ter conseguido recuperar de uma doença.

“A música já estava na cabeça desde 2018, mas entretanto o ano passado o meu pai fica muito doente, e então eu resolvi terminar a canção São Martinho, a qual já andava a ter ideias de lhe oferecer como prenda de recuperação”, explicou, adiantando que a melodia, além de exemplificar “todo o carinho que temos pela vila também mostra o que é o verão em família na vila”.

Com letra inspirada na relação com o seu pai, Mariana Arroja decidiu avançar com a edição do seu primeiro single, contando com a ajuda de Samuele Sorana, guitarrista jazz, e Simon Doherty, da Infinity Bus Studio.

Além de compor toda a melodia e letra, a jovem também criou “todo o conceito do videoclipe”, que foi filmado e editado por Tobias Ilsanker neste verão e que retrata todos “os sítios da minha infância, sendo o túnel e o farol os mais emblemáticos”.

Apesar de saber que não é a melhor altura para se lançar no meio musical, a jovem fez questão de editar na mesma a canção. “Não fiz a música com esse intuito. Fiz pelo amor ao local e pela dedicatória à família”, sustentou a artista.

A música, que estará disponível a partir do dia 11 de novembro nas suas redes sociais e no canal de Youtube, é “o meu primeiro grande single a solo”.

Para Mariana Arroja, “tudo isto é muito recente, eu sou cientista e não artista”, por isso, “procuro sempre conhecer outras culturas e sons, sendo o fado uma grande influência para mim”. “Não cresci a ouvir fado, foi algo que sempre procurei saber um pouco mais, e quando se está lá fora tem-se a tendência ouvir um pouco mais do que é português”, esclareceu a artista, que se caracteriza por cantar um fado diferente do tradicional.

Além deste single, Mariana Arroja também está neste momento a colaborar noutro projeto de originais.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Dois médicos vão reforçar Unidade de Saúde Familiar

Foi concedido um regime de exceção para a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) contratar mais dois médicos avençados para ajudar a resolver a atual fraca resposta da Unidade de Saúde Familiar do Bombarral.

usf

Morreu na cama

Os bombeiros das Caldas da Rainha tiveram na manhã da passada sexta-feira de forçar a entrada numa habitação na aldeia do Chão da Parada para tentar socorrer uma mulher de 55 anos que vieram a encontrar deitada na cama em paragem cardiorrespiratória, na sequência de doença súbita.

The Wellness Clinic propõe tratamentos para quem quer perder peso

Ano novo, novas preocupações. Ao iniciar um novo ano, e com o aproximar do verão as pessoas começam a ter uma preocupação acrescida com a imagem, e nesse sentido a clínica The Wellness Clinic, na rua Emídio de Jesus Coelho nº10, em Caldas da Rainha, propõe “uma série de tratamentos e cuidados indicados para quem pretende perder peso, gordura localizada ou mesmo celulite”.