Q

Previsão do tempo

14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 13° C
  • Tuesday 13° C
14° C
  • Sunday 13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 13° C

Pé de batata-doce gigante pode entrar no Guinness

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Adriano Faustino, residente no Casal da Boavista, na freguesia de Atouguia da Baleia, em Peniche, poderá conseguir ver o seu nome inscrito no famoso livro dos recordes mundiais do Guinness com o mais pesado pé de batata-doce do mundo, ao ter colhido um pé inteiro com 73 quilos e um pé com algumas pontas quebradas ao ser retirado da terra, que no seu conjunto pesa 75 quilos, muito acima da meta dos 37 quilos que constituem o atual recorde.
Pé de batata-doce plantado na freguesia de Atouguia da Baleia

Foi também recolhida uma batata compacta, inteira, com 40 quilos. Os pesos referidos reportam aos exemplares depois de lavados.

Em 2018 havia alcançado a marca dos 32 quilos e no ano passado chegou aos 34,8 quilos e a batata aos 17. A exemplo dos anos anteriores, também agora estiveram presentes entidades que puderam testemunhar a colheita e pesagem, conferindo o rigor e idoneidade que advêm da responsabilidade pública que lhes é própria. A balança usada estava devidamente aferida e certificada pelos Serviços de Metrologia oficiais, estando presentes um vereador da Câmara Municipal de Peniche, o presidente da Junta de Freguesia de Atouguia da Baleia, a associação de agricultores, comunicação social e populares.

O passo seguinte é diligenciar para que seja reconhecido o feito a que Adriano Faustino se propôs: ver reconhecida a sua como a maior batata-doce do mundo.

As batatas estarão em exposição na Feira de São Leonardo, em Atouguia da Baleia, no dia 6 de novembro.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Dois médicos vão reforçar Unidade de Saúde Familiar

Foi concedido um regime de exceção para a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) contratar mais dois médicos avençados para ajudar a resolver a atual fraca resposta da Unidade de Saúde Familiar do Bombarral.

usf

Morreu na cama

Os bombeiros das Caldas da Rainha tiveram na manhã da passada sexta-feira de forçar a entrada numa habitação na aldeia do Chão da Parada para tentar socorrer uma mulher de 55 anos que vieram a encontrar deitada na cama em paragem cardiorrespiratória, na sequência de doença súbita.