Q

Previsão do tempo

25° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
25° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 22° C
27° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 27° C
  • Sunday 24° C

Obra na barragem de Alvorninha arranca em fevereiro de 2021

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O gabinete do ministério da Agricultura informou que o projeto de execução da intervenção na barragem de Alvorninha, nas Caldas da Rainha, está concluído e o lançamento do procedimento para formação de contrato deverá acontecer no mês de dezembro. “O início da execução da obra está previsto para fevereiro de 2021, tendo um prazo de execução de seis meses”, adiantou.
Será lançada a empreitada para reforço da cortina de impermeabilização

Respondendo a questões colocadas pelos deputados do PSD eleitos pelo círculo de Leiria, o gabinete esclareceu que “estando definida a data de 20 de setembro de 2021 para termo físico e financeiro da operação, e estando prevista a conclusão da obra antes dessa data, não se considera em risco o financiamento da mesma”.

Os deputados do PSD tinham apresentado um requerimento à ministra da agricultura para saber quando é que situação da Barragem de Alvorninha será desbloqueada, para ser posta ao serviço dos agricultores.

Lembraram que foi inaugurada em 2005, no entanto, em 2006 o Laboratório Nacional de Engenharia Civil determinou que a cota de enchimento da barragem teria um limite de 93 metros, o que representa cerca de 5% da capacidade total de armazenamento.

O impasse na resolução deste problema arrasta-se há mais de uma década e em 2017 foi submetida uma candidatura ao Plano de Desenvolvimento Regional 2020 por parte da Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo, tendo em vista a resolução dos problemas. A candidatura foi aprovada com a dotação orçamental de 1 209 458,49 euros.

“Em 2020 continuamos à espera da concretização de uma obra essencial para a agricultura da região”, manifestaram os deputados.

O Aproveitamento Hidroagrícola de Alvorninha custou mais de seis milhões de euros e é constituído pela barragem de Alvorninha com um volume possível de armazenamento de 711 mil m3 água, uma área inundada de 11,8 hectares e um escoamento que deveria ter 863 mil m3 num ano médio, e pelas infraestruturas da rede de rega e restantes estruturas que servem de apoio à exploração e conservação da obra de rega, que deveria permitir levar água a uma área de 127 hectares e beneficiar 198 agricultores das freguesias de Alvorninha, Vidais e Salir de Matos.

“Quando será lançada a empreitada para reforço da cortina de impermeabilização, monitorização dos órgãos de segurança e de operação da barragem? Se a empreitada não for lançada de uma forma célere, poderá estar em causa o financiamento? Quando é expectável a execução da obra em questão?”, interrogaram os deputados Hugo Oliveira, Margarida Lopes, Pedro Roque, Olga Silvestre e João Marques.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Líder do PCP diz que a construção do novo hospital do Oeste é uma opção do Governo 

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, esteve na Festa de Verão do PCP, junto ao Penedo Furado, na Foz do Arelho, no passado dia 14, e disse que a construção do novo hospital do Oeste nesta legislatura é “uma questão de opção do Governo”. “Não me venham dizer que não há dinheiro, é mentira. São precisas opções”, afirmou.

PCP 1

Novo presidente do Rotary quer ajudar os bombeiros com a compra de aparelhos respiratórios

O empresário Luiz Gomes assumiu, no passado dia 8, a liderança do Rotary Club das Caldas da Rainha, sucedendo na função a Hélia Silva na cerimónia de transmissão de tarefas que decorreu no restaurante “A Lareira”, com o lema “A Magia do Rotary”, numa alusão à capacidade que cada rotário tem em melhorar a comunidade onde se enquadra.

presidente 1

Escultura de homenagem à PSP deixa polícias emocionados pela ligação à comunidade

Foi inaugurada na passada sexta-feira uma escultura de homenagem à PSP na sede da Divisão Policial das Caldas da Rainha, a propósito dos 150 anos do Comando Distrital. Peça da autoria de Carlos Oliveira em parceria com a empresa MVC Portuguese Limestones, representa “um gesto de apreço pela entrega abnegada dos nossos polícias no que fazem na defesa dos que mais precisam”, considerou o superintendente, Luís Carrilho, diretor nacional da PSP, presente na cerimónia.

escultura1 1