Q

Previsão do tempo

21° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
21° C
  • Friday 27° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
21° C
  • Friday 28° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 25° C
Bairro dos Arneiros

Moradores queixam-se que obras reduziram lugares de estacionamento

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
As obras de regeneração urbana nos principais arruamentos do Bairro dos Arneiros estão na reta final e apesar da Câmara Municipal das Caldas da Rainha defender que as diversas intervenções vão requalificar o espaço público deste bairro e “melhorar a qualidade de vida dos seus moradores, assim como a vivência e usufruto deste território”, a população queixa-se da redução do estacionamento.
As obras ainda não estão concluídas mas a população diz haver redução do estacionamento

“Onde é que os moradores vão estacionar os carros? Deviam ter pensado nisso quando retiraram quase 80 lugares de estacionamento”, questiona uma residente.

“Querem fazer nos bairros o que fizeram na cidade e agora pomos os carros em casa ou dentro do bolso”, insurge-se outra moradora.

“Onde estacionavam uns dez carros ficaram três lugares”, aponta a filha de um casal que reside no bairro.

O facto de ser uma zona residencial agrava a situação, sustentam os moradores, que entendem que “o estacionamento é desproporcional ao número de habitações”, fazendo com que se deixe o carro “em cima do passeio”.

Lamentando os incómodos causados ao longo dos vários meses que durou a obra e insatisfeitos com o impacto negativo no estacionamento, os moradores não poupam críticas: “Pode estar bonito mas nada prático nem funcional. É muito triste querermos estacionar e não haver espaço”.

“Lugares para carga e descarga é um horror. Pequenos que os camiões não estacionam porque não cabem e estacionam em cima do passeio, e as pessoas têm de ir pela estrada. Já existem calçadas a ceder ao peso de camiões. Se numa dessas ruas estiver uma ambulância para ir buscar um paciente, ou até uma carrinha para fazer mudanças, ninguém passa, não há espaço na estrada”, fazem também notar.

“A vida dos moradores não melhorou”, concluem.

Câmara fala em “organização do estacionamento”

A empreitada no Bairro dos Arneiros incidiu sobre as duas artérias principais – Rua Cardeal Alpedrinha e Rua do Compromisso – e os arruamentos adjacentes, Jacob Castro Sarmento, Doutor Seixas Brandão, Augusto da Silva Carvalho e Travessa Nuno Tristão.

Os princípios orientadores destas obras visam “corrigir os problemas existentes ao nível do pavimento e passeios, infraestruturas da rede de água e saneamento, circulação automóvel e pedestre, organização do estacionamento e melhoria dos espaços de lazer”.

“A colocação de mais papeleiras, contentores de lixo para resíduos sólidos urbanos e recolha seletiva vão otimizar a recolha e limpeza”, assegura a autarquia.

Neste conjunto de arruamentos foram substituídas as redes de distribuição de água, saneamento doméstico e redes pluviais.

A operação de renovação da Rede de Água e Saneamento que está a decorrer no concelho – e que continuará – envolve um investimento de cerca de cinco milhões de euros dos Serviços Municipalizados das Caldas da Rainha.

Além de iluminação pública de baixo consumo e mobiliário urbano, em articulação com outros prestadores/operadores de serviços públicos/privados foram instaladas infraestruturas de telecomunicações e colocada tubagem para futura instalação de rede de baixa tensão (que serve as casas).

“Procedeu-se à reorganização do estacionamento e dos locais de cargas e descargas, alargamento dos passeios, sempre que possível, e rampas nos lancis em frente das garagens”, indica a Câmara.

“As intervenções no âmbito da regeneração urbana consideram sempre a mobilidade e as condições que facilitam a circulação de pessoas com mobilidade condicionada. Junto às passadeiras foram colocadas rampas com pavimento tátil de aviso e direcional e lancil rebaixado na zona de atravessamento”, adianta a autarquia.

A Câmara descreve que “está ainda a ser transformado o espaço verde situado na rua Cardeal Alpedrinha, cujo projeto paisagístico foi pensado para tornar mais agradáveis as condições de estadia e usufruto. Também será colocado mobiliário urbano de lazer desportivo”.

No âmbito do Programa da Regeneração Urbana das Caldas da Rainha vão ser investidos mais de 15 milhões de euros, ao longo de aproximadamente quatro anos, em intervenções em diversas áreas da cidade – centro urbano, Bairro dos Arneiros, Bairro da Ponte, Bairro das Morenas, S. Cristóvão, Rua da Estação, Rua do Sacramento e envolventes, Largo da Feira e envolventes, e Bairro Albano – bem como edifícios e equipamentos públicos.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2