Q

Previsão do tempo

20° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 25° C
  • Sunday 23° C
16° C
  • Friday 25° C
  • Saturday 26° C
  • Sunday 23° C
16° C
  • Friday 27° C
  • Saturday 28° C
  • Sunday 25° C

Alunos da ESAD.CR registam presenças com telemóvel

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Sempre que entrarem numa sala, oficina ou laboratório os alunos da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) devem utilizar o telemóvel para fazer o registo de presença, recorrendo a um leitor de QRcode. Este registo ajuda a rastrear o fluxo de estudantes nos espaços do Campus durante o período de pandemia, para efeitos de cooperação com as autoridades de saúde, se solicitado.
Oficina de cerâmica e vidro na escola de artes e design das Caldas da Rainha

Um assistente digital no site da ESAD.CR, baseado em inteligência artificial e especializado em Covid-19 é capaz de responder a dúvidas, dar recomendações, assim como fazer a triagem da população académica com base na recolha de uma série de parâmetros, de acordo com algoritmos disponibilizados pela Direção-geral da Saúde.

O “Assistente Digital Covid-19” resulta de uma parceria entre a Escola de Medicina da Universidade do Minho, a Faculdade de Medicina Universidade do Porto, a Automaise e a Hltsys, uma spin-off da Universidade do Porto dedicada à ciber-segurança.

A ESAD.CR conta atualmente com 1650 estudantes e mais de 130 docentes. O seu campus organiza-se em torno de quatro edifícios espaçosos. Os seus laboratórios e oficinais, bem equipados, permitem o acesso às mais variadas tecnologias, desde as tradicionais como fotografia analógica, gravura, cerâmica, madeiras ou metais, às mais atuais como fotografia digital, impressão digital, prototipagem e impressão 3d, audiovisuais ou multimédia.

A escola oferece cursos de licenciatura em Artes Plásticas, Design Industrial, Design de Produto em Cerâmica e Vidro, Design Gráfico e Multimédia, Design de Ambientes, Som e Imagem, Teatro e Programação e Produção Cultural. Esta oferta complementa-se com os cursos de mestrado em Artes Plásticas, Design do Produto, Gestão Cultural, Design Gráfico e Design para a Saúde e Bem-Estar, assim como uma oferta de cursos TeSP nas áreas da prototipagem digital, produção gráfica, media digitais e audiovisuais e multimédia.

As aulas são em regime presencial. Em observação pelas recomendações da Direção-Geral da Saúde, os espaços letivos terão uma lotação limitada. Devido à lotação, algumas aulas decorrerão num modelo híbrido.

Vagas na ESAD.CR quase preenchidas

Na primeira fase do concurso nacional de acesso, a oferta formativa do Politécnico de Leiria no que respeita a licenciaturas, 32 cursos preencheram já a totalidade das vagas disponíveis, com a Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei) a completar a lotação. A Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria (ESECS), a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria (ESTG), a ESAD.CR e a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche (ESTM) tiveram taxas de ocupação de 91,5%, 79,7%, 97,8% e 85,3%, respetivamente.

O Politécnico de Leiria teve 8.555 candidatos, que se traduziu num aumento de mais de 24% do número de estudantes que escolheram o Politécnico de Leiria nas suas opções. Entre os 1.886 novos estudantes colocados (mais 275 que no ano letivo anterior), 1.072 entraram na sua primeira opção, que se traduz num aumento de 11,3%.

Entre os cursos que completaram a totalidade das vagas colocadas a concurso, os que registaram a média de entrada mais alta – do último estudante colocado – foram: Design Gráfico e Multimédia, na ESAD.CR (160,7), Fisioterapia (159,6), Enfermagem, na ESSLei (145,2), Gestão, na ESTG (140), Jogos Digitais e Multimédia, na ESTG (139,8), Som e Imagem, na ESAD.CR (139,6) e Tradução e Interpretação: Português/Chinês – Chinês/Português (138), na ESECS.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

João Almeida com Covid-19 desiste do Giro d’Italia

A 18ª etapa do Giro d’Italia, nesta quinta-feira, fica marcada pela ausência do ciclista caldense João Almeida, que acusou positivo à Covid-19, sendo assim forçado a abandonar a prova, quando ocupava o quarto lugar, a 1 minuto e 54 segundos do líder e a 49 segundos do pódio.

almeida 3

Aluna caldense “Embaixadora UC à Frente” 

A caldense Beatriz Lopes, estudante do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas na Universidade de Coimbra, recebeu o prémio “UC à Frente”, atribuído pela Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

premio 1

Vigília com “abraço” ao hospital das Caldas da Rainha

Uma vigília que terminou com um cordão humano em frente à urgência do hospital das Caldas da Rainha foi a forma encontrada pela população para exigir medidas do Governo para melhorar as condições em que trabalham os profissionais de saúde. O alerta foi feito na noite da passada sexta-feira.

vigilia2