Q

Previsão do tempo

16° C
  • Friday 26° C
  • Saturday 28° C
  • Sunday 27° C
16° C
  • Friday 27° C
  • Saturday 29° C
  • Sunday 28° C
16° C
  • Friday 32° C
  • Saturday 33° C
  • Sunday 31° C

Greve Climática Estudantil exige a ministro requalificação da linha ferroviária do Oeste

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Jovens da Greve Climática Estudantil das Caldas da Rainha lançaram uma carta aberta ao ministro das Infraestruturas e Habitação sobre a requalificação da linha ferroviária do Oeste, criticando o “desinteresse governamental crónico”, que se reflete “na falta de condições, na pouca acessibilidade e nos horários por vezes inadequados às necessidades reais das populações que a linha serve”.
Os jovens acreditam que a eletrificação da Linha do Oeste ajudará a combater a crise climática

“Somos vizinhas e vizinhos de uma linha que ficou há muito esquecida. Nas últimas décadas, a linha ferroviária do Oeste pouco ou nada sofreu melhorias”, lamentam os jovens.

“A modernização da Linha do Oeste compreende um investimento global de 106,8 milhões de euros, financiado a cerca de 70% por fundos comunitários, sendo o restante proveniente do Orçamento de Estado. O projeto está partido em dois, sendo a primeira metade a ligação Mira Sintra/Meleças – Torres Vedras, cujo concurso público já foi concluído e adjudicado mas a obra não avançou, e a segunda Torres Vedras – Caldas que ainda não tem sequer o concurso iniciado, estando à espera que a Infraestruturas de Portugal ultime o projeto construtivo, realize os Estudos de Impacte Ambiental que a lei determina e que finalmente lance o respetivo concurso de construção”, referem.

Os jovens fazem notar que “de acordo com o cronograma aprovado pelo Governo anterior para o Ferrovia 2020, o 3º trimestre deveria coincidir com a fase final de testes de operação e funcionamento da nova linha Meleças-Caldas da Rainha e, como se sabe, as obras do primeiro troço ainda mal arrancaram. O atraso será, até ao momento, de pelo menos três anos face ao que estava previsto. Tais atrasos não têm justificação e acarretam elevados custos para o bem-estar da população”.

“Isto leva a que as pessoas procurem alternativas mais viáveis, diminuindo a procura, tornando assim o comboio um meio de transporte cada vez menos competitivo e perpetuando um efeito bola de neve desfavorável para a linha do Oeste”, sublinham.

Acreditando que “a mobilidade sustentável é um dos eixos para resolver a crise climática”, os jovens sustentam que “a eletrificação da Linha do Oeste significaria a diminuição do consumo de combustíveis fósseis e menores emissões de gases com efeito de estufa, pondo a região um passo mais perto da sustentabilidade e do fim da dependência energética, bem como viagens mais rápidas e confortáveis” e exigem “a aplicação rápida dos fundos disponibilizados para a requalificação integral da linha, o investimento em campanhas de publicidade e marketing para reconquistar o interesse da população e a garantia de um serviço público de qualidade ao serviço das populações”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Alojamento na Serra do Bouro ganha prémio do Tripadvisor

A Flamboyant Boutique B&B, um alojamento de pequena escala na Serra do Bouro, nas Caldas da Rainha, ganhou o prémio Best of the Best 2024 do Tripadvisor, plataforma de avaliações que permite ao utilizador ficar a saber os melhores preços para tudo o que precisa na sua viagem, para além de informações e opiniões de conteúdos relacionados com o turismo.

Flamboyant1

Sofia está desaparecida

Ana Sofia Sousa Ribeiro, de 28 anos, foi supostamente passar uns dias em casa de uma amiga, em Lisboa, no passado dia 19, mas está desaparecida desde então, relata a família.

desaparecida

“Há Festa na Bordalo”

A Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, é palco da iniciativa “Há Festa na Bordalo”, no dia 4 de junho, para encerramento do ano letivo.