Q

Previsão do tempo

16° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 18° C
16° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 18° C
16° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 18° C

“Muitas solicitações” para criação de um memorial a Valentina

Francisco Gomes
9 de Julho, 2020
A Junta de Freguesia de Atouguia da Baleia revelou que recebeu “muitas solicitações” para a criação de um memorial dedicado a Valentina, a criança de nove anos morta pelo pai e pela madrasta, em maio, naquela localidade do concelho de Peniche. É uma ideia que a autarquia está a avaliar a sua pertinência.
A menina foi assassinada em Atouguia da Baleia na casa do pai e da madrasta

Afonso Clara, presidente da junta, transmitiu essa informação na última reunião da Assembleia Municipal de Peniche, onde foi aprovado um voto de pesar pelo falecimento da menina.

Se vier a ser construído a intenção é que “seja simples e sobretudo que sirva como mensagem para que não se repitam no futuro casos como aquele, que chocou muito o concelho e em particular a vila de Atouguia da Baleia”, declarou.

A criança foi assassinada quando passava uma temporada na casa do pai e da madrasta.

Numa entrevista à SIC, a mãe da menina, Sónia Fonseca, resolveu falar publicamente pela primeira vez sobre a morte da filha, quase dois meses depois do homicídio. Disse que a última vez que falou com a filha foi no Dia da Mãe, a 3 de maio, três dias antes do crime. “Disse-me que estava tudo bem. Perguntei-lhe se queria que fosse buscá-la para passar um tempo em casa e ela respondeu que não. Que estava tudo bem, que estava a portar-se bem”, declarou.

Sónia Fonseca contou que Valentina costumava sair feliz de casa do pai e perguntava sempre quando regressava. “Dizia-me que em casa do pai tinha os manos [rapaz de doze anos, filho da madrasta, e duas meninas, uma de quatro anos e outra de sete meses, filhas do casal], ia à praia com o pai e tinha a ‘minha Márcia’ [a madrasta]. Ela afirmava que tinha duas mães”, recordou Sónia Fonseca, que transmitiu as suas suspeitas sobre o motivo pelo qual a menina foi morta: “Penso que foi alguma coisa que ela viu e que ele [o pai] com medo que ela dissesse alguma coisa, calou-a”.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

FOLIO recebeu 20 mil visitantes ávidos de conhecer novos autores

Após um ano de interrupção, devido à pandemia, o FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos voltou a ter casa cheia, para assistir a tertúlias, apresentações de livros, workshops, concertos e outras iniciativas, que atraíram cerca de 20 mil visitantes, ávidos de conhecer novos autores e assistir a espetáculos. O evento literário, que envolveu 469 oradores e dinamizadores de atividades, regressa no próximo ano, entre 6 e 16 de outubro, sob o tema “O Poder”.

balanco folio