Q

Previsão do tempo

14° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 19° C
14° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 19° C
  • Saturday 20° C
13° C
  • Thursday 22° C
  • Friday 20° C
  • Saturday 20° C

Bandeira Azul nas praias da Foz do Arelho

Marlene Sousa
8 de Julho, 2020
Nas praias da Foz do Arelho (lagoa e mar) foram na passada sexta-feira hasteadas as bandeiras de cor azul que asseguram a qualidade da água e do areal. Ao lado, foram também içadas as bandeiras de praia acessível e de ouro, que atestam a excelência daquela estância balnear. 
Na praia do mar da Foz do Arelho foi hasteada a bandeira de cor azul que assegura a qualidade da água e do areal

Este ano, devido ao contexto que estamos a viver, não estiveram presentes os representantes das entidades responsáveis pelas vistorias técnicas, que foram realizadas previamente. Os critérios devido à pandemia também foram mais rigorosos nomeadamente os procedimentos de higiene, tendo em conta as recomendações da Direção Geral de Saúde.

Desde 1999 (21 anos) que a praia do Mar, na Foz do Arelho, ostenta a bandeira azul, o galardão ambiental atribuído às praias, marinas e portos de recreio que cumprem vários critérios de gestão ambiental, educação ambiental, informação, qualidade da água balnear, serviços e segurança dos utentes. Desde 2012 que também a praia da Lagoa tem sido contemplada com este galardão.

Este ano durante a época balnear, que se estende até 16 de setembro, as praias da Foz do Arelho terão, como no ano anterior, um plano integrado com a permanência em simultâneo de oito nadadores-salvadores que se dividem entre as praias do mar e da lagoa.

A autarquia vai participar nos custos de assistência e segurança a banhistas previstos no Plano Integrado de Salvamento para as Praias da Foz. “Por estarmos a viver uma época excecionalmente limitativa do rendimento e acréscimo de custos de funcionamento dos concessionários, apoios e bares de praia, também por via do cumprimento das regras de utilização dos espaços, a Câmara decidiu custear 50% da despesa com a assistência e segurança a banhistas”, contou. O orçamento total é de14650 euros.

A autarca Informou ainda que fizeram a “antecipação numa semana de alguma vigilância uma vez que havia a indicação nacional que a época nacional era a 6 quando na verdade era a 13 de junho, e com a preocupação que as pessoas viessem à praia sem segurança, foram adicionados sem a participação dos concessionários totalmente à responsabilidade da autarquia”.

Medidas novas devido à pandemia

Relativamente a esta época balnear de 2020, que decorre num excecional contexto de saúde pública o município de Caldas da Rainha, implementou as seguintes medidas acrescidas: Determinação de entradas preferenciais de praia (considerando a proximidade a estacionamento acessível) – três na Praia do Mar, e duas na Praia da Lagoa, em que foram colocados painéis informativos relativos ao cumprimento das regras de distanciamento físico, pessoas e equipamentos, e esclarecimento da sinalética de ocupação de praia, conforme matriz facultada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Foram também atualizadas as regras de conduta dos utilizadores de praia, incluindo apeno á deposição seletiva de resíduos e especial atenção a luvas, máscaras e plásticos.

Placards de maior dimensão foram igualmente colocados no início das principais vias de acesso rodoviário às praias e ainda outros nas paragens de transportes coletivos. Foram igualmente aí colocados os mastros para bandeiras de sinalização de ocupação de praia, também num total de cinco. Esta sinalização está assegurada pelo coordenador dos nadadores salvadores, constituído como assistente de praia.

Foi colocada na passada semana em colaboração com a APA e Fundação Vodafone, um sistema autónomo de monitorização de ocupação de praia e aguarda-se a entrega de uma nova cadeira anfíbia, conforme foi comunicado, pela fundação Vodafone.

Foram acrescidas zonas de passadeiras, que para além do cumprimento das acessibilidades a pessoas com mobilidade reduzida possam garantir circulação com distanciamento físico e com sentidos diferenciados de circulação.

Nos balneários e Wc públicos deixou de ser possível o banho. Foram acrescidos os chuveiros de ar livre (2) e incrementados os serviços de limpeza para garantir aumento da frequência de higienização nesses equipamentos exteriores, das cadeiras anfíbias, assim como das instalações, em função do reforço previsto em plano de higienização. Foram igualmente colocados à entrada informativa com indicação de uso obrigatório de máscara e calçado, e disponibilizado álcool gel.

Aos dois postos de socorro habituais foi acrescido um outro espaço autónomo para isolamento a ser utilizado em eventual situação de suspeição de infeção covid-19.

Foram entregues equipamentos de proteção individual aos nadadores salvadores, nomeadamente conjuntos de proteção integral. O Município estabeleceu um protocolo com a associação de nadadores salvadores, como medida de apoio aos concessionários para minimização dos custos com a vigilância e segurança dos banhistas.

O Plano Integrado de Salvamento tem anualmente vindo a ter reforço de meios, (veículo 4×4 e mais pontos de praia) e este ano conta com um DAE – Desfibrilhador Automático Externo.

Por razões de segurança não haverá biblioteca de Praia.

A Câmara e o seu serviço de proteção civil promoveu reunião com a Capitania do Porto de Peniche, Guarda Nacional Republicana, Saúde Pública, Associação de Nadadores Salvadores e, a fim de serem aferidos os planeamentos e acordados os procedimentos de articulação, assim como de um cronograma de ações de sensibilização e horários de maior vigilância do cumprimento dos deveres decorrentes do contexto de pandemia, pois dessa cooperação, mas essencialmente do comportamento individual dos cidadãos depende o usufruto das praias em segurança.

A “qualidade de excelência” foi enaltecida pelo presidente da Câmara, Tinta Ferreira, que destacou que este galardão é “revelador daquilo que é o trabalho de várias instituições do ponto de vista ambiental e da preparação dos apoios de praia”.

O autarca lamentou “a situação atual vivida devido à pandemia salientando que é preciso conciliar o “fator do uso fruto da praia e da vivência económica com o fator do distanciamento social que é decisivo”. Considera que o número que está atribuído à praia da Foz do Arelho permite um distanciamento adequado e uma vivência suficiente”, apelando à população que “tenha cuidado para ajudarmos a transmitir a doença”.

A Bandeira Azul é um símbolo de qualidade que distingue o esforço de diversas entidades em tornar possível a coexistência do desenvolvimento local a par do respeito pelo ambiente, elevando o grau de consciencialização dos cidadãos em geral, dos decisores em particular, para a necessidade de se proteger o ambiente marinho, costeiro e lacustre.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Pizza Hut abre na entrada sul da cidade

Abriu nesta terça-feira o 99º Pizza Hut em Portugal e o primeiro nas Caldas da Rainha, criando 25 postos de trabalho neste restaurante especializado em pizzas e massas cujo estabelecimento original surgiu nos Estados Unidos da América.

pizza hut1

Caldas venceu dérbi do Oeste

À sexta jornada, o Caldas Sport Clube impôs a primeira derrota ao Torreense, líder da Série B da Liga 3, com 13 pontos, vencendo no passado domingo, por 2-0. Somou o seu terceiro triunfo na competição, registando agora 10 pontos.

caldas1 1