Q

Previsão do tempo

9° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 12° C
9° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C
8° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 13° C
Rugby - 11ª Jornada CN 1ª Divisão Seniores

Caldenses derrotados em Lisboa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Antevia-se um encontro equilibrado, o ER Galiza no 4º lugar da classificação geral e, portanto, no grupo de acesso ao play-off final, o Caldas RC a defender a liderança da mesma classificação. Os jaguares apresentaram-se reforçados para esta 2ª volta do CN1 e, acima de tudo com uma equipa completa. Os pelicanos, por seu turno, desfalcados com várias ausências, por motivos diferentes. A partida correspondeu à expetativa. Duas formações com bons princípios de jogo e a darem um excelente espetáculo.
Formação do Caldas Rugby Clube

Entrou melhor o Caldas e aos oito minutos, a coroar esta fase ascendente, uma formação ordenada de introdução do Galiza foi conquistada nos dez metros dos jaguares e, na sequência, a tentativa de ultrapassar a linha defensiva adversária foi travada em falta. O capitão do Caldas escolheu jogar nova formação ordenada, bem empurrada e, na finalização, o médio Salvador Cambournac a concretizar. Oky D’Amato não falhou a conversão. Não parou o Caldas e, ainda que com algumas falhas no último passe, foi assumindo o território e o domínio da partida. Aos 16 minutos, uma iniciativa de Oky D’Amato apenas foi travada em falta. Jogada à touche, conquista limpa, moule sem contestação e entrada para finalizar entre os postes de Oky D’Amato, que não falhou a conversão, colocando o resultado em 0-14 para o Caldas. Procurou reagir o Galiza e aos 26 minutos uma excelente recuperação na disputa no solo em mais uma fase de avançados do Caldas, proporcionou um contra-ataque ao médio de abertura dos jaguares, G. Sampaio, que só parou entre os postes. Transformação fácil. Aos 35 minutos e após várias fases de domínio dos avançados caldenses, e um amarelo para o pilar Jaguar J. Febrero, o capitão do Caldas escolheu jogar uma penalidade nos dez metros por formação ordenada. Excelente conquista, os avançados pelicanos empurraram até à linha de ensaio e o caldense Filipe Gil concretizou o toque de meta. A transformação, difícil, não resultou. Aos 39 minutos, e após conquista em alinhamento de introdução pelicana, os jaguares desenvolveram uma iniciativa rápida e concretizaram, à ponta, de novo por G. Sampaio, que também foi eficaz na transformação. Resultado: 14-19. Na segunda parte como se esperava entrou mais forte o Galiza. Aos 44 minutos e após vários pick&go’s nos 22 metros do Caldas, o ensaio chegou pelo asa Tomás Picado. G. Sampaio não falhou a transformação e os jaguares passaram para a frente do marcador, Respondeu o Caldas aos 46 minutos. Penalidade conquistada e Oky D’Amato não falhou na tentativa aos postes. Desequilibrou-se o Galiza e os avançados pelicanos voltaram a impor a sua qualidade. Aos 51 minutos uma conquista em alinhamento de introdução jaguar, nos 22 metros dos visitados, proporcionou um ensaio a Filipe Gil. Oky D’Amato não enjeitou a oportunidade de acrescentar mais dois pontos. Aos 67 minutos um amarelo, por placagem alta, ao influente centro pelicano Oky D’Amato, desequilibrou totalmente a partida. Acreditou ainda mais o Galiza e aos 70 minutos chegou ao ensaio pelo ponta esquerda, reduzindo para três pontos. Procurou jogar na contenção o Caldas, mas uma perda da oval no contacto proporcionou uma rápida iniciativa dos avançados jaguares que chegaram a novo toque de meta aos 78 minutos, por Tomás D’Andrade. Até final ainda procurou responder, com todo o brio, o Caldas, mas um novo amarelo, por palavras, de Jonathan Nolan, deixou tudo muito mais difícil. Na bola de jogo, uma penalidade conquistada, a 55 metros dos postes, ofereceu uma última oportunidade aos Caldenses. Oky D’Amato falhou por pouco. Resultado Final: ER Galixa 31 pts (5E, 3T) – Caldas 29pts (4E, 3T, 1P). Vitória, merecida, da equipa que se apresentou mais completa e que jogou com competência. O Caldas apenas se pode queixar das suas falhas, em momentos decisivos. Arbitragem de Luís Miranda, correto nos aspetos técnicos e disciplinares. Alinharam pelo Caldas RC: Alexandre Vieira, Diogo Vasconcelos, Duarte Mourão, Filipe Gil (2E), Gonçalo Cordeiro, Gonçalo Sampaio, Gonçalo Silva, Jonathan Nolan, José Maria Vieira, Leonardo Ferreira, Luís Gaspar, Oscar d’Amato (1E, 3T, 1P), Ricardo Correia, Ricardo Marques (Cap.), Rodrigo Pereira, Rui Santos e Salvador Cambournac (1E). Treinador: Patrício Lamboglia; Diretor de Equipa: António Ferreira Marques; Fisioterapeuta: Erica Balseiro/Physioclem Com este resultado o Caldas RC desce para o terceiro lugar do CN1, com 44 pontos, mantendo-se no grupo de acesso ao play-off final. Na próxima jornada, dia 18 janeiro, o Caldas RC recebe o Braga Rugby, atual 9º classificado.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural homenageia a mulher da Nazaré

Está a nascer um novo mural dedicado à mulher nazarena e ao seu papel em diferentes áreas na sociedade local ao longo de décadas.

mural

Candidato do CDS em jornada agrícola

Na passada quarta-feira o candidato do CDS pelo distrito de Leiria, António Galvão Lucas, esteve no Bombarral, onde visitou a povoação de Pó para se inteirar das dificuldades dos produtores de bacelos, com quem conversou, seguindo-se uma visita a fruteiras da região também para saber da situação atual de produção e exportação da pérola do Bombarral, a pera rocha.

galvao

Arguido por simular crime de carjacking

Um homem de 42 anos foi constituído arguido por simulação de crime, ao ter inventado ter sido vítima de carjacking nas Caldas da Rainha, revelou fonte policial ao JORNAL DAS CALDAS.

pexels malte luk 1412213