Q

Previsão do tempo

15° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 22° C
  • Monday 22° C
15° C
  • Saturday 21° C
  • Sunday 23° C
  • Monday 23° C
15° C
  • Saturday 23° C
  • Sunday 25° C
  • Monday 25° C

Open de Portugal em golfe no Royal Óbidos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A Federação Portuguesa de Golfe assinou no passado dia 26 o contrato com o Royal Óbidos Spa & Golf Resort para ser o palco da 58ª edição do Open de Portugal at Royal Óbidos, sob a chancela do European Challenge Tour, numa cerimónia realizada no Hotel Albatroz, em Cascais, na presença, entre outros, do atleta olímpico Ricardo Melo Gouveia e do bicampeão nacional Tomás Santos Silva.
Tomás Silva (jogador), José Rodrigues dos Santos (padrinho da competição), Konstantin Ranchinskiy (administrador do resort), Miguel Franco de Sousa (presidente da Federação Portuguesa de Golfe), Alain de Soultrait (diretor-geral do Challenge Tour) e Ricardo Melo Gouveia (jogador)

O único torneio de golfe português do European Challenge Tour muda de local, após três anos no Morgado Golf Resort, no Algarve, e atrairá a elite deste circuito europeu, de 17 a 20 de setembro de 2020. O sempre popular Pro-Am decorrerá a 16 de setembro e contará com os dois padrinhos da competição, o apresentador Jorge Gabriel e o jornalista e escritor José Rodrigues dos Santos, duas “caras” bem conhecidas da RTP. O contrato será por três anos, como sublinhou Miguel Franco de Sousa, o presidente da Federação Portuguesa de Golfe, com prémios monetários no valor de 200 mil euros e um orçamento global que ascende a 350 mil euros, suportados por apoios do Turismo de Portugal, Instituto Português do Desporto e da Juventude, Câmara Municipal de Óbidos e patrocínios privados. O número de participantes será reduzido de 156 para 144 jogadores e haverá cerca de 40 convites para portugueses competirem no Challenge Tour em 2020. Ricardo Melo Gouveia e Tomás Santos Silva serão duas das estrelas do golfe nacional que irão jogar o Open de Portugal at Royal Óbidos. O primeiro terá de ser considerado um dos candidatos ao título, ele que conta no seu palmarés com três troféus neste circuito. Atleta olímpico português no Rio2016, tem objetivos ainda mais ambiciosos, o que é natural, tendo em conta que, em 2015, foi o n.º1 do ranking do Challenge Tour, um recorde nacional: “O meu objetivo principal é voltar ao European Tour. Ganhar o cartão e, porque não, tentar vencer o Challenge Tour, outra vez, como fiz em 2015. Neste momento, não penso muito na qualificação olímpica, mas com bons resultados no início do ano, pode ser que entre no ranking olímpico. Jogar nos Jogos Olímpicos mais uma vez é um dos meus objetivos”. Tomás Santos Silva, por seu lado, também sonha chegar ao European Tour, mas planeia uma escalada mais diluída no tempo e o Open de Portugal será uma das muitas etapas que sente ter pela frente.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Ministra da Modernização veio acompanhar criação de região inteligente

A Comunidade Intermunicipal do Oeste recebeu na sua sede, nas Caldas da Rainha, no passado dia 20, a ministra da Juventude e Modernização, Margarida Balseiro Lopes. No centro das atenções esteve o Projeto Oeste Smart Region, num encontro que assinala mais um passo na jornada da região Oeste rumo à transição digital.

ministra

Licenciatura de biotecnologia em Peniche sem desemprego

O curso de licenciatura de biotecnologia, da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar de Peniche está entre os 45 cursos superiores em Portugal com uma taxa de desemprego de zero por cento, segundo dados divulgados pelo Portal InfoCursos, do Ministério da Educação, Ciência e Inovação (MECI), sendo a única formação em biotecnologia na lista.