Q

Previsão do tempo

16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
  • Friday 20° C
16° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 21° C
  • Friday 21° C

Casa das Artes dinamiza Casa dos Barcos

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A União das Freguesias de Caldas da Rainha - Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório convidou cinco artistas residentes no concelho, provenientes de áreas artísticas diversas como as artes plásticas, o teatro, a literatura infantil e a dança para dinamizarem atividades no Parque D. Carlos I, na Casa dos Barcos, como espaço de oficina artística, nascendo assim a Casa das Artes.
Oficina artística "Alfaiate da cabeça”

As oficinas artísticas são direcionadas a famílias e a toda a comunidade e irão decorrer todos os sábados até ao dia 14 de dezembro, sendo o início de todas as oficinas às 15 horas. A primeira oficina teve lugar a 5 de outubro, com José Ramalho. Tratou-se de uma oficina de teatro de sombras tendo como inspiração o universo de elementos do Parque D. Carlos I – plantas, animais, esculturas, ambientes, arquitectura, entre outros – utilizando cartolinas, celofanes, ataches, varetas de madeira na produção de recortes a serem trabalhados como sombras projetadas através do retroprojetor e projetor de luz. “Que parte do conto contas tu?”, foi uma oficina dinamizada no dia 12 de outubro por Ana Faro e onde se jogava e aprendia a construir uma história em coletivo. “O flautista de não sei onde…”, foi a brincadeira de teatro protagonizada no dia 19 de outubro por Inês Fouto e Osvaldo Maggi, a partir do conto tradicional “O flautista de Hamlin”. As crianças eram convidadas a ouvir a história e depois representar todas as personagens do conto. No dia 26 de outubro houve danças teatralizadas e danças de roda, com Inês Fouto, e no dia 2 de novembro José Ramalho motivou para a separação dos resíduos e para reciclagem, com recurso a personagens como a Brulixa, a Aspirona, o Puto Verde e o Lixus. No dia 9 de novembro, Patrícia Guimarães proporcionou uma viagem pela botânica do Parque D. Carlos I No dia 16 de novembro Ana Faro dinamizou a oficina artística “Alguém me contou este conto que venho aqui contar?”, onde existiu uma interpretação pelo Fora do Livro do conto construído na oficina anterior. Estiveram presentes várias famílias que ouviram e também criaram histórias em conjunto, consoante a sua imaginação. No dia 23 de novembro Nuno Bettencourt e Paula Lonelino criaram a oficina artística “Alfaiate da cabeça”, onde as famílias construíram máscaras de cabeças de pássaros, feitas de cartão e pintadas com tinta à base de água. Estas máscaras permitiram explorar a grande diversidade de pássaros existente no Parque D. Carlos I. As famílias divertiram-se e criaram verdadeiras obras de arte, que levaram consigo para casa. No dia 30 de novembro, Inês Fouto produziu o teatro de fantoches “Oficina do Conto Mala de Cenas e a LPN”. Esta história era sobre a importância de saber conservar e preservar o que a natureza nos dá. Nos dias 7 e 14 de dezembro, regressam Nuno Bettencourt e Paula Lomelino com a iniciativa “Alfaiate da cabeça”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Bombarral com teleassistência e monitorização

O Município do Bombarral vai firmar um protocolo de cooperação com a GNR com vista à implementação do programa “eGuard – Sistema de Teleassistência e Monitorização”.

Opticaldas renovou imagem

A Opticaldas, a funcionar há cerca de três décadas em Caldas da Rainha, renovou o espaço com o intuito de criar mais conforto para a equipa e clientes. Preocupada com o meio ambiente, adotou práticas voltadas para a sustentabilidade. O “ambiente familiar” e a “proximidade com o cliente” são um dos fatores diferenciadores da Opticaldas, que apresenta uma nova imagem.

Opticaldas 1