Q

Previsão do tempo

16° C
  • Monday 25° C
  • Tuesday 25° C
  • Wednesday 21° C
17° C
  • Monday 25° C
  • Tuesday 26° C
  • Wednesday 21° C
17° C
  • Monday 27° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 22° C

Detido por arrastar cão preso a jipe

Francisco Gomes
20 de Novembro, 2019
Um homem de 32 anos foi detido pela GNR por ter arrastado um cão, por uma corrente, no jipe que conduzia, em Areirinha, A-dos-Negros, Óbidos, no passado dia 6. Por ter agredido um militar e ter na sua posse uma catana está indiciado da prática dos crimes de resistência e coação sobre funcionário, ameaça agravada, detenção de arma proibida e maus tratos a animais de companhia.

O caso aconteceu no passado dia 5, quando o animal, da raça Rottweiler, foi avistado a ser arrastado, tendo a GNR sido alertada para a situação. Quando a patrulha chegou à localidade onde o suspeito reside, segundo o Ministério Público da Secção de Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria, o indivíduo “proferiu ameaças dirigidas aos militares, molestando fisicamente um deles”, dando-lhe um murro na cara. Estava também na posse de uma catana. Foi imediatamente detido. O animal, que estaria ensanguentado nas patas e a ganir, não tem documentação e ia ser sujeito a uma perícia pelo veterinário municipal, pedida pelo Ministério Público. Pertence a um amigo do detido, que está fora do país. No entanto, a mãe do suspeito negou à TVI que o cão estivesse ferido. “Não estava magoado nem tinha sangue nas patas”, garantiu. O homem fazia anos e “quando bebe fica um bocadinho desorientado”. “Pensou levar o cão para brincar ele. Eu não vi, mas se ele arrastou o cão foi por pouco tempo e ia com o carro devagarinho, porque se fosse depressa o cão tinha morrido”, declarou a mãe, que explicou que a catana encontrada é utilizada para trabalhar no campo. Sustentou também que o filho foi agredido pelos militares. O arguido ficou uma noite detido e foi presente no dia seguinte a primeiro interrogatório judicial, ficando em liberdade sujeito às medidas de coação de obrigação de apresentação uma vez por semana no posto da GNR de Óbidos e de não adquirir nem usar armas de fogo, catanas e sabres ou similares, bem como de entregar à GNR aquelas que tiver na sua posse.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Deco Ribatejo e Oeste já é um centro Eusoudigital

A Deco (associação de defesa do consumidor) aceitou o convite do programa Eusoudigital e promove a capacitação dos consumidores da região Ribatejo e Oeste para a transição digital.

deco

VASP desrespeita decisão do tribunal e continua a cobrar taxas aos seus agentes

A Associação Nacional de Vendedores de Imprensa (ANVI) vem divulgar o desrespeito total da VASP - Distribuidora de Publicações, SA, ao cumprimento das ordens do tribunal, providência cautelar de 9 de julho de 2021 e despacho do dia 9 de setembro de 2021, que suspendeu a taxa diária de distribuição.