Q

Previsão do tempo

15° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 20° C
16° C
  • Tuesday 21° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 20° C
16° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 21° C

Autógrafos e fotografias com André Sardet no La Vie

Francisco Gomes

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
André Sardet atuou na Feira dos Frutos no passado domingo, mas antes disso realizou uma sessão de autógrafos no centro comercial La Vie, onde foi solicitado durante cerca de uma hora para posar para fotografias junto de fãs que iam aparecendo. O artista conversou no final com o JORNAL DAS CALDAS.
Houve filas para tirar fotografias

JORNAL DAS CALDAS – Como é que se sente por ainda ser acarinhado após 23 anos de carreira?

ANDRÉ SARDET – É muito bom, porque apesar da vida de um músico ter aparentemente fases menos visíveis e outras mais, sinto que numa fase onde não estou tão visível por estar dedicado a compor e a gravar, apesar disso as pessoas têm saudades de me ver e têm uma recordação positiva de todo o trabalho que tenho feito até agora.

JC – O que anda a fazer?

AS – Estou a preparar a comemoração dos 25 anos de carreira. Vou no final do verão lançar o single novo, que antecede o álbum no início do próximo ano. O single chama-se “Ponto de partida”, tal como o álbum.

JC – É o regresso às origens? As pessoas recordam muito o “Azul do Céu” ou o “Foi Feitiço”…

AS – Isso são clássicos que nunca saíram dos alinhamentos dos concertos. Continuo a tocá-los, com novas roupagens.

JC – Quase 25 anos depois reinventa-se ou a sonoridade é a mesma? Como é que faz a adaptação aos tempos atuais?

AS – Eu tento rodear-me de pessoas novas, com muito talento, que têm novas ideias e que podem ser casadas com a minha identidade musical e eu acho que isso é muito importante e acabo por conseguir ir atualizando sem deixar perder caraterísticas intrínsecas e que me definem como músico e como autor.

JC – Caldas da Rainha não é uma cidade desconhecida para si…

AS – Não, eu já toquei cá.

JC – O que lhe pareceu a Feira dos Frutos?

AS – Está muito bem organizada, comentei até que está muito limpa. Fico muito feliz por ser um eco evento e por haver hábitos que estão a mudar na sociedade, nomeadamente no que diz respeito ao ambiente. Eu fiz a primeira ecotour em Portugal em 2008 e onze anos depois felizmente estamos a respeitar de forma quase consensual a ideia de que temos que mudar os nossos hábitos para ter um mundo sustentável.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

“Barulho” leva Junta de Freguesia a pretender capturar pavões

A União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório informou nesta segunda-feira que está “a recolher dados para planear a abordagem de captura dos pavões que desde há vários anos passeiam pela cidade das Caldas da Rainha, bem como a implementação de estratégias para impedir a fuga e controlo populacional dos mesmos”, na sequência de “excesso de barulho em meio urbano”.

pavoes

Ordenação sacerdotal do frei Márcio Carreira 

O frei Márcio Carreira, natural de Tornada, nas Caldas da Rainha, será ordenado padre no dia 3 de julho, pelas 16h00, na Igreja de Santa Maria de Belém, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. No dia 17, pelas 15h30, celebrará a sua missa nova no adro da Igreja Paroquial de Tornada, seguida de jantar de partilha e de convívio no Grupo Desportivo Recreativo de Tornada, para o qual a população está convidada. 

frei

Grande Prémio de Atletismo “Corre Cadaval”

Realiza-se no dia 2 de julho a 1ª Edição do Grande Prémio de Atletismo “Corre Cadaval”, evento que se desdobra em Prova Juvenil e Prova de Honra, desenrolando-se em sistema de circuito na vila do Cadaval.