Q

Previsão do tempo

8° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 12° C
8° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 12° C
  • Sunday 13° C
7° C
  • Friday 13° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 13° C

Volta a Portugal em bicicleta vai passar este ano pelas Caldas

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A edição deste ano da Volta a Portugal em bicicleta, que decorrerá entre 31 de julho e 11 de agosto, irá passar novamente pelas Caldas e terminará no Porto, revelou o diretor do evento desportivo, Joaquim Gomes, no dia 6 de abril, durante a apresentação do livro “Primórdios do Ciclismo em Portugal”, de  Filipe d’Orey Marchand, na sala de exposições do Museu de Ciclismo.
A apresentação do livro decorreu na sala de exposições do Museu do Ciclismo

oi há trinta anos e com vitória do atual diretor de corrida, Joaquim Gomes, que a prova terminou pela última vez com um contrarrelógio até aos Aliados, e isso “tem um significado singular”. Além de voltar a terminar no Porto, este ano a prova terá ainda “duas estreias”, o que “em 92 anos de Volta é difícil”.

Este ano, segundo Joaquim Gomes, “os municípios de Pampilhosa da Serra e Miranda do Corvo, que tiveram pontualmente a passagem pela prova, serão ambos palco de partidas e chegadas da Volta”. Caldas da Rainha é de novo ponto de passagem da prova.

Revelou ainda que pretende incorporar na programação da prova a apresentação do livro de Filipe d’Orey Marchand, “Primórdios do Ciclismo em Portugal”, pois é “uma obra que veio completar o que faltava na caraterização daquela,que considero ser uma das mais destacadas figuras dos primórdios do ciclismo português (José d’Orey)”.

O antigo ciclista aproveitou ainda a ocasião para agradecer ao autor, neto do ciclista José d’Orey, pelo “enorme contributo que esta obra traz à rica história do ciclismo português”.

Além de centrar-se na personalidade de José d’Orey, o livro aborda o início do ciclismo enquanto modalidade desportiva, nos finais do século XIX. Dividida em duas partes, uma impressa, que é “um tributo ao meu avô, onde conto as histórias, corridas e peripécias que se envolveu no quadro do ciclismo”, e outra parte, em formato digital com seis anexos, onde Joaquim Gomes procurou “trazer ao conhecimento um conjunto de informações que consegui reunir sobre o ciclismo, entre 1890 e 1900”.

O livro também fala de outros ciclistas e de como era a vida das pessoas que estavam ligadas à modalidade.

Filipe d’Orey recordou ainda que o seu avô, “ciclista do século XIX”, além de ter conquistado nas Caldas da Rainha uma grande vitória, durante as festas da cidade, também foi correspondente para jornais espanhóis.

Presente nesta apresentação também esteve o presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, Tinta Ferreira, que sublinhou que a obra “é o reconhecimento de um ciclista que nos primórdios contribuiu para a promoção desta modalidade em Portugal”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Mural homenageia a mulher da Nazaré

Está a nascer um novo mural dedicado à mulher nazarena e ao seu papel em diferentes áreas na sociedade local ao longo de décadas.

mural

Candidato do CDS em jornada agrícola

Na passada quarta-feira o candidato do CDS pelo distrito de Leiria, António Galvão Lucas, esteve no Bombarral, onde visitou a povoação de Pó para se inteirar das dificuldades dos produtores de bacelos, com quem conversou, seguindo-se uma visita a fruteiras da região também para saber da situação atual de produção e exportação da pérola do Bombarral, a pera rocha.

galvao

Arguido por simular crime de carjacking

Um homem de 42 anos foi constituído arguido por simulação de crime, ao ter inventado ter sido vítima de carjacking nas Caldas da Rainha, revelou fonte policial ao JORNAL DAS CALDAS.

pexels malte luk 1412213