Q

Previsão do tempo

10° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 16° C
10° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 17° C
10° C
  • Wednesday 15° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 17° C

Jiu-jitsu ajuda vítimas de maus tratos a defenderem-se

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Conhecida como uma das artes marciais mais completas do mundo, o Jiu-jitsu tem com objetivo ajudar a derrotar ou imobilizar os adversários, através de uma série de diferentes técnicas e golpes corporais. Essa vertente da modalidade, que agora está disponível no complexo desportivo Queens Fitness Club, situado na Quinta da Oliveira, permite ainda que as “vítimas de maus tratos ou de outras formas possam aprender a autodefenderem-se e protegerem-se do agressor”.
As aulas de Jiu-jitsu são dadas pelo campeão brasileiro, Daniel Formiga

Baseada na física com movimentos de alavanca, o “Jiu-jitsu recorre apenas à técnica, e não à força”, e por isso, “torna-se tão essencial numa sociedade em que existem cada vez mais casos de violência doméstica e de bullying”. “E o Jiu-Jitsu pode apoiar isso”, explicou o instrutor responsável pelas aulas no ginásio e detentor de vários títulos na modalidade, Daniel Formiga.

Apesar de exigir alguma coordenação motora e agilidade extra, esta modalidade pode ser praticada por qualquer pessoa, independentemente do seu tamanho ou técnica, sobretudo “quem tenha alguma necessidade específica”.

As aulas decorrem todas as terças e quintas-feiras (21h00 e 20h30) e têm a duração de apenas uma hora. “Durante esse tempo procuro transmitir todas as técnicas físicas e mentais, em coordenação com a parte motora”, explicou o atleta brasileiro, que pratica a modalidade há 15 anos.

A par disso também ensina técnicas de defesa, em que a força e o peso do adversário são usados contra ele mesmo, e isso faz com que a luta possa ser praticada, e até vencida, pelos praticantes menores ou mais fracos. Além disso explicou que no “Jiu-Jitsu cada golpe tem sempre um contra golpe e outra forma de combater esse contra golpe, ganhando assim quem tem mais domínio da arte”.

Os treinos, segundo o instrutor, são “sempre diferentes uns dos outros”, em que se praticam o aquecimento e alguns exercícios, e por fim, o combate um contra o outro.

No caso especifico de quem sofre de violência doméstica, o Jiu-Jitsu também dá um “suporte às vítimas, de modo, a evitar que algo aconteça e para que estas aprendam a defender-se, bem como a saber como controlar ou sair de uma situação difícil”. Nesses casos as aulas são “trabalhadas de forma diferente, ou seja, são direcionadas sobretudo para a vertente emocional e de autoestima”. Igualmente “tentamos que as vítimas superem o trauma desenvolvendo a parte de defesa pessoal”, não tendo assim “técnicas específicas”.

Nesta modalidade, os atletas são classificados pelo uso de diferentes faixas, sendo que cada uma representa o tempo de prática e habilidade do atleta.

Com apenas dois meses de existência no Queens, as aulas de Jiu-jitsu contam com dez alunos, em que o mais novo tem 15 anos e o mais velho tem 50 anos. “Cada um tem o seu objetivo específico, por defesa pessoal, disciplina e pelo físico”, disse Daniel Formiga.

Além disso também pode ser considerada como uma “alternativa para as pessoas que procuram uma modalidade física, mas que não gostam do tradicional ginásio”.

Na sua opinião, “se toda a sociedade praticasse o Jiu-jitsu certamente erámos uma sociedade bem melhor hoje em dia, com pessoas mais equilibradas, disciplinadas e saudáveis”.

Para o responsável pelo marketing do ginásio, João Gaspari, “o Jiu-jitsu foi a cereja no topo do bolo aqui para o Queens, pois além de ser muito completa, também é uma arte muito valorizada, o que permitiu aumentar o nosso leque de atividades”. Igualmente referiu que o Jiu-jitsu tem tido cada vez mais procura em Portugal e nas Caldas também fazia falta um espaço onde os alunos pudessem experimentar a modalidade.

“Ajuda a defender e a controlar o adversário”, explicou, adiantando que as “aulas têm tido muita procura até porque sabem que é um campeão que está a dá-las”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

La Vie prepara chegada do natal

No âmbito da campanha de natal que decorrerá até dia 23 de dezembro, o La Vie Caldas da Rainha tem um vasto programapreparado. No dia 8 de dezembro pelas 15h00, o Pai Natal vai chegar ao La Vie com o Grupo Motard São Rafael. Traz consigo váriosamigos, entre eles o...

Gaeiras reúne setenta artistas e mil presépios

De 8 a 25 de dezembro vai decorrer, no Convento de São Miguel, nas Gaeiras, a 15a Grande Exposição de Presépios. Duranteestes dias, de quinta a domingo, entre as 14 e as 19 horas, poderão ser vistos cerca de mil presépios de 70 artistas de váriospontos do país....

Venda de presépios com fins solidários

No âmbito do tema aglutinador do Projeto Educativo do Agrupamento de Escolas D. João II “Ser solidário”, e de forma a desenvolver nos alunos o espírito de solidariedade, a interajuda e a cooperação, a reflexão sobre valores e a sensibilidade de olhar para os outros respeitando-os e poder contribuir para melhorar a comunidade, surgiu o projeto “Ser Solidário é DÊ.MAIS”, a envolver as turmas B e F, do 5.ºano de escolaridade, da Escola Básica D. João II das Caldas da Rainha

venda