Q

Previsão do tempo

15° C
  • Monday 18° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 22° C
15° C
  • Monday 18° C
  • Tuesday 20° C
  • Wednesday 23° C
15° C
  • Monday 19° C
  • Tuesday 22° C
  • Wednesday 25° C

Conferência do Tenente-Coronel Pedro Marquês de Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
No passado domingo, decorreu no Museu José Malhoa, a conferência de encerramento da exposição “Um Médico na Grande Guerra. Fernando da Silva Correia”, iniciativa da associação Património Histórico - Grupo de Estudos, proferida pelo Tenente-Coronel Artilheiro Pedro Marquês de Sousa, “Portugal na Frente Ocidental da Grande Guerra (1914-1918)”.
A conferência decorreu no Museu José Malhoa iniciativa da associação Património Histórico - Grupo de Estudos

A conferência incidiu sobre as causas apontadas, à época e pela historiografia, para a entrada de Portugal na frente ocidental ou europeia da Grande Guerra. O Tenente-Coronel deu a conhecer vários aspetos da ação das tropas portuguesas em França, em termos numéricos, destacando a incapacidade de cumprir os planos inicialmente elaborados. O que terá contribuido para a derrota destas tropas aquando da grande ofensiva alemã da primavera de 1918, e na qual se enquadra a Batalha de La Lys.

Após este momento decisivo, Pedro Marquês de Sousa descreveu a situação dos portugueses que se encontravam ainda nesta frente, relacionando de uma forma bastante inovadora esta situação com o regime sidonista (à partida antiguerrista) que desde dezembro de 1917 tomara o poder em Portugal.

A conferência terminou com uma breve análise das consequências do conflito, atendendo, por um lado, ao conjunto de mortos e prisioneiros portugueses e, por outro lado, à instabilidade e à crise (a vários níveis) e que conduzirão à ditadura militar.

Seguiu-se o debate com uma assistência empenhada em discutir as temáticas abordadas, para a compreensão da Grande Guerra.

Entre outras ocupações, Pedro Marquês de Sousa, professor de História na Academia Militar, tendo apoiado o programa da Evocação do Centenário da Grande Guerra. Neste âmbito, e destacando a ação da Artilharia portuguesa e do Corpo de Artilharia Pesada Independente (CAPI) neste primeiro conflito, publicou recentemente a obra “A nossa Artilharia na Grande Guerra. 1914-1918”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Estudantes visitam Paul de Tornada

A Associação PATO recebeu duas turmas da Escola Secundária Raul Proença, que realizaram um conjunto de atividades de voluntariado, explorando a Reserva Natural do Paul de Tornada numa visita guiada, contribuíram para o nascimento de um jardim sensorial e efetuaram ainda uma monitorização ambiental na Lagoa de Óbidos com o Projeto Coastwatch, recolhendo muito lixo marinho.

pato

Jovens portugueses e finlandeses em intercâmbio

Entre os dias 1 e 8 de abril, a Associação Juvenil de Peniche foi palco de um intercâmbio sob a temática da arte e sustentabilidade. O evento recebeu a participação de doze jovens, de Portugal e Finlândia, com idades entre os 15 e os 25 anos.

intercambio

Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares

O MARE - Politécnico de Leiria e a Escola Superior de Turismo e Tecnologias do Mar, em Peniche, vão promover uma nova edição do Curso Avançado de Produção de Microalgas e Cultivos Auxiliares, que pretende dar a conhecer as espécies de microalgas cultivadas em laboratório, métodos de cultivo, potencialidades como recursos marinhos, sistemas de produção, e os cultivos auxiliares que beneficiam e cujo valor nutricional pode ser modelado através da alimentação com microalgas. As inscrições estão abertas até dia 27 de maio.