Q

Previsão do tempo

13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 15° C
13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 15° C
14° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 15° C

Exposição e colóquio “Um médico na Grande Guerra. Fernando da Silva Correia”

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A associação Património Histórico – Grupo de Estudos organiza a exposição “Um médico na Grande Guerra. Fernando da Silva Correia”, cuja inauguração decorrerá a 22 de setembro, pelas 18h, no Museu José Malhoa, nas Caldas da Rainha.

Esta exposição procura, em simultâneo, assinalar o centenário da Grande Guerra (1914-1918) e dar a conhecer o acervo fotográfico de Fernando da Silva Correia (1893-1966) produzido no último ano deste conflito, em França.

Este projecto enquadra-se num conjunto mais lato de iniciativas que integram o Ano Europeu do Património Cultural e a Evocação do Centenário da Grande Guerra, destacando a necessidade de preservar e valorizar o património documental que nos desperta para acontecimentos de impacto local, nacional e internacional.

Fernando da Silva Correia surge como um actor a valorizar no contexto da I Guerra Mundial. O jovem médico havia terminado o curso em Coimbra a 20 de julho de 1917, quando foi mobilizado para o Corpo de Artilharia Pesada Independente que deveria conceder apoio ao exército francês. Inicialmente, terá sido integrado no 2º Grupo deste corpo, mas depois ter-se-á ligado a outro, pois não acompanhou aquele Grupo aquando da sua partida para Inglaterra. Partiu de Lisboa a 10 de janeiro de 1918 e somente regressou de França a 14 de maio de 1919. Durante este período, terá visitado diversas localidades francesas e contactado com os habitantes locais, conseguindo reunir um significativo conjunto de madrinhas de guerra e outros amigos.

É hoje possível conhecer todo o percurso deste jovem médico, através da documentação que sempre manteve e que, na sua maior parte, está ao cuidado da Associação PH- Grupo de Estudos, conservando a família outros elementos do espólio reunido após a morte de Fernando da Silva Correia. Essa documentação inclui obras provenientes da biblioteca reunida pelo médico, periódicos que adquiriu (ou lhe foram enviados) em França, correspondência e 550 fotografias da sua autoria. Estes documentos e outros objectos pessoais – património móvel – integrarão a exposição, tornando-a num interessante momento de conhecimento e reflexão sobre este primeiro conflito mundial e a participação portuguesa.

No dia da inauguração da exposição, a partir das 9h30, no Museu José Malhoa, haverá um colóquio com a participação dos principais investigadores associados ao projeto.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Óbidos volta a ser “Município amigo do desporto”

O Município de Óbidos foi distinguido, pelo quinto ano consecutivo, com o galardão “Município Amigo do Desporto”, atribuído pela Cidade Social, na cerimónia que decorreu no dia 25 de novembro, na Mealhada, e que contou com a presença da vereadora Margarida Reis, com o pelouro do Desporto, Saúde e Bem-estar.

amigo

“RBmoda”, nova loja de moda masculina na Rua das Montras

Abriu no passado sábado mais um espaço dedicado à moda masculina em Caldas da Rainha, a RBmoda, que pertence aogrupo Rebelequation Lda, que já detém a loja de marca portuguesa de moda feminina Ferrache. A nova loja de moda masculina situada em plena Rua das...

ferrache1