Q

Previsão do tempo

20° C
  • Wednesday 27° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 25° C
20° C
  • Wednesday 27° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 26° C
20° C
  • Wednesday 29° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 28° C
Lagoa de Óbidos

“Nova aberta” para impedir que o marisco e o peixe morram

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
A embocadura da Lagoa de Óbidos, que permite a renovação da água e a oxigenação daquele ecossistema, ficou “tecnicamente fechada” devido ao assoreamento, motivando uma intervenção de urgência do Ministério do Ambiente, que desde a passada segunda-feira, em conjunto com as autarquias das Caldas da Rainha e de Óbidos, estão a construir uma “nova aberta”, mais a norte da praia da Foz do Arelho, para impedir que o marisco e o peixe morram e assim garantindo a manutenção do sustento de cerca de duzentas famílias que dependem da lagoa.
Zona da aberta tapada pela areia (foto Alexandre Caetano)

A medida foi anunciada no passado sábado, após uma visita do presidente da Agência Portuguesa de Ambiente (APA), que dirige a comissão de acompanhamento da Lagoa de Óbidos, da qual fazem ainda parte as câmaras locais e associações profissionais e ambientais.

Nuno Lacasta, presidente da APA, revelou ao JORNAL DAS CALDAS que foi “confirmar a necessidade de reabrir a Lagoa”, após o alerta dos pescadores e mariscadores na semana passada. “Temos de abrir com rapidez e durante duas semanas, antes da abertura da época balnear, a 15 de junho, temos muita areia para tirar”, indicou.

Segundo o JORNAL DAS CALDAS apurou, o local da “nova aberta”, na confluência de um baixio para evitar o assoreamento, foi escolhido no sábado, indo encurtar a praia da Foz do Arelho, do lado das Caldas da Rainha, que ainda assim fica com uma boa extensão de areal para os banhistas, ao mesmo tempo que será reforçado o cordão dunar a sul, na praia do Bom Sucesso, em Óbidos, que ficará maior.

As autarquias e os pescadores e mariscadores ficaram satisfeitos com a rápida solução, aguardando também pela conclusão do concurso público para a segunda fase de dragagens a efetuar no final deste ano, num investimento de 16,8 milhões de euros para retirar 850 mil metros cúbicos de areia da Lagoa de Óbidos.

Na comissão parlamentar de Agricultura e Mar a deputada do CDS-PP Patrícia Fonseca questionou se o Governo está a pensar antecipar a dragagem prevista para outubro, tendo a ministra do mar, Ana Paula Vitorino, revelado que vai propor ao ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, que avalie essa possibilidade, o que deverá ser difícil dado tratar-se de um concurso internacional com determinados passos a seguir.

O deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta ao Governo sobre qual o calendário previsto para a execução da segunda fase de intervenção na Lagoa.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Despiste de mota mortal

Um homem de 44 anos morreu na tarde do passado domingo no Cadaval, na sequência do despiste da mota que conduzia.

Brass Dass animou ruas da cidade

No âmbito do programa de Animação de Verão 2022, promovido pela Câmara Municipal de Caldas da Rainha, em parceria com o Centro Cultural e de Congressos de Caldas da Rainha, decorreu no passado sábado mais uma arruada pela cidade.

anima