Q

Previsão do tempo

13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 15° C
13° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 15° C
14° C
  • Monday 14° C
  • Tuesday 16° C
  • Wednesday 15° C

Ina Vasques é a nova presidente do Clube Soroptimist Internacional das Caldas

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Clube Soroptimist Internacional (CSI) das Caldas da Rainha celebrou o seu 10º aniversário com a tomada de posse da nova direção, liderada pela jurista e instrutora de yoga, Ina Vasques. Foram apresentados ainda vários projetos novos, como o apoio direto a uma mulher que tenha sofrido danos com os incêndios devastadores dos dias 15 e 16 de outubro, no distrito de Leiria. A nível nacional a União está a constituir a “Comissão de Crise” composta por elementos dos clubes de todo o país, no sentido de formalizar uma candidatura à Fundação Soroptimist Internacional com o objetivo de dotar as pessoas de equipamentos que ajudem no combate aos incêndios florestais.
Nova direção do Clube Soroptimist Internacional das Caldas da Rainha

O CSI completou dez anos de existência e realizou um jantar comemorativo no passado dia 3, no Restaurante A Lareira.

Ina Vasques, jurista e instrutora de yoga, é a nova presidente do Clube Soroptimist Internacional das Caldas da Rainha, com o novo tema de trabalho“We Stand Up for Woman – Levantamo-nos pelas Mulheres”, definido pelo Soroptimist Internacional da Europa para o Biénio 2017/2019.

A presidente cessante, Célia Antunes, mentora do Projeto Olha-Te, que trabalhou o tema “Educar para Liderar”, no apoio a mulheres empreendedoras, despediu-se com o sentimento do dever cumprido, mas continua ligada ao clube, como past-presidente da nova direção.

Foi com muito orgulho que Ina Vasques aceitou este novo desafio. Agradeceu à família e amigos presentes, destacando a importância “do apoio dos mais próximos nestes momentos”.

Revelou que sentiu a necessidade de servir o clube como forma de tomar uma posição ativa no “apoio à melhoria das condições de vida das mulheres, quer a nível da educação, da sua capacitação económica, na eliminação da violência doméstica e todo e qualquer tipo de violência e restrição dos seus direitos”, sublinhou.

No atual contexto, em que a catástrofe dos incêndios tem trazido prejuízos humanos e materiais ao país, a primeira ação que o CSI das Caldas da Rainha vai desenvolver “é o apoio direto monetário a uma mulher que tenha sofrido danos com os incêndios dos dias 15 e 16 de outubro no distrito de Leiria”. “Brevemente vamos ao local onde houve mais destruição do incêndio neste distrito para podermos averiguar quem necessita de mais apoio”, referiu a responsável.

Também a nível nacional a União está a constituir a “Comissão de Crise”, composta por elementos dos clubes de todo o país, no sentido de formalizar uma candidatura à Fundação Soroptimist Internacional.

O objetivo da comissão é dotar as pessoas que vivem em locais de risco de incêndios de equipamentos que ajudem no combate ao fogo. O intuito é criar reservatórios naqueles locais e fornecer mangueiras próprias de incêndio, para que a população possa, antes dos bombeiros chegarem, afastar o fogo das suas casas. As soroptimistas portuguesas consideram fundamental melhorar a resposta a catástrofes, afirmando que “após os trágicos incêndios florestais em Portugal, as coisas não podem continuar como estavam”.

A nova presidente do CSI das Caldas lamenta que uma em cada três mulheres continue a ser “espancada, coagida a sexo ou sofra algum tipo de violência”. Segundo um relatório recente das Nações Unidas, “80% das pessoas que são traficadas anualmente por fronteiras internacionais são do sexo feminino e um total de 550 milhões de trabalhadores pobres, 60% são mulheres”. Revelou ainda que “dois terços dos analfabetos do mundo são mulheres”.

Um outro foco, explica Ina Vasques, é a nível do combate à fome com segurança alimentar bem como na sustentabilidade ambiental”. “As soroptimistas estão a trabalhar para alcançar uma maior sustentabilidade ambiental a nível local, nacional e internacional face aos efeitos das mudanças climáticas, assim como fornecem ajuda após desastres naturais ou causados pelo homem”, indicou.

No final do jantar decorreu a cerimónia das velas, onde Ina Vasques e Célia Antunes apelaram à “iluminação a todos os membros do CSI das Caldas Rainha para com sinceridade, sabedoria, altruísmo e justiça darem sempre o seu melhor no propósito soroptimist”.

Presentes nesta cerimónia estiveram várias mulheres empreendedoras que criaram o seu próprio negócio, onde também estiveram expostos alguns dos seus trabalhos eprodutos.

Também marcou presença, Sofia Cardoso, vice-coordenadora do núcleo caldense do Refood, projeto de combate à fome e ao desperdício alimentar, que está a ter o apoio do CSI das Caldas.

Estiveram igualmente na cerimónia, Helena Castro, presidente da União Soroptimist de Portugal, Alexandra Nogueira, do CSI de Cascais, Luisa Ghidoni, e Luisa Brito e Cunha, do CSI Sete Colinas.

A jovem Ana Carolina Almeida, da Academia de Música de Óbidos, abrilhantou a cerimónia com um momento musical.

Orgãos Sociais Clube SI Caldas da Rainha – Biénio 2017/2019

Presidente: Ina Vasques

Past-Presidente: Célia Antunes

Vice-Presidente: Margarida Rodrigues

Secretária:Isabel Vicente

Tesoureira:Soraia Oliveira

Delegada:São Santo

Delegada:Marietta Masson

Delegada Suplente:Michelle Hofland

Relações Públicas: Helena Monteiro de Castro

Diretora de Projetos: Matilde Tomaz do Couto

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Óbidos volta a ser “Município amigo do desporto”

O Município de Óbidos foi distinguido, pelo quinto ano consecutivo, com o galardão “Município Amigo do Desporto”, atribuído pela Cidade Social, na cerimónia que decorreu no dia 25 de novembro, na Mealhada, e que contou com a presença da vereadora Margarida Reis, com o pelouro do Desporto, Saúde e Bem-estar.

amigo

“RBmoda”, nova loja de moda masculina na Rua das Montras

Abriu no passado sábado mais um espaço dedicado à moda masculina em Caldas da Rainha, a RBmoda, que pertence aogrupo Rebelequation Lda, que já detém a loja de marca portuguesa de moda feminina Ferrache. A nova loja de moda masculina situada em plena Rua das...

ferrache1