Q

Previsão do tempo

12° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 16° C
12° C
  • Wednesday 14° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 17° C
11° C
  • Wednesday 15° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 17° C
Relatório de Avaliação Externa das Escolas

Agrupamento de Escolas Raul Proença foi o único do país a obter nota máxima

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O Agrupamento de Escolas Raul Proença (AERP) das Caldas da Rainha divulgou os resultados do Relatório de Avaliação Externa da Inspeção-Geral da Educação e Ciência (IGEC), decorrida entre 24 e 28 de abril, tendo alcançado nível máximo nos três critérios de classificação: Resultados – excelente; Prestação de Serviço Educativo – excelente; Liderança e Gestão – excelente.
A liderança do diretor é reconhecida interna e externamente como sendo “empenhada, assertiva, coerente e sensata”

O diretor do agrupamento, João Bernardes Silva, mostrou-se muito entusiasmado com a classificação obtida, tendo frisado que este “é o resultado do trabalho de toda a comunidade”, reconhecendo que no país “ninguém obteve estes resultados”. No entanto, frisou que o “orgulho e emoção” de terem atingido este desempenho, é “por vermos reconhecido o trabalho que desenvolvemos em todas as escolas do AERP”.

“Acreditamos numa cultura de exigência e na valorização da responsabilidade e do mérito, tendo por base a formação integral dos nossos alunos”, adiantou.

Entre os vários parâmetros sublinhados pela equipa responsável pela avaliação externa, foram destacados como pontos fortes a “implementação generalizada de trabalho prático, de base laboratorial e experimental, em sala de aula, complementados com saídas de campo e com diversos projetos que fomentam a curiosidade científica e estimulam a construção do conhecimento através da descoberta”, lê-se no relatório.

A valorização da dimensão artística e estética através da participação das crianças e dos alunos em clubes e núcleos, visitas de estudo, exposições, dramatizações e atuações no âmbito da música e da dança, que contribuem para a sua formação integral, também foram destacados.

Realça a participação dos alunos em projetos no âmbito do orçamento participativo, o Parlamento dos Jovens e a TV Raul. No mesmo sentido, destaca as atividades desenvolvidas pela associação de estudantes (desportivas, culturais e recreativas) e em especial na Semana Raul Proença.

Diz o relatório que o Agrupamento dispõe de recursos tecnológicos que são utilizados nos processos de ensino e de aprendizagem (tais como Moodle, Padlet, blogues, correio institucional e redes sociais), com reflexos positivos.

A prevenção do abandono escolar com a atuação célere e concertada dos diretores de turma, do serviço de psicologia e orientação e da equipa de mediação disciplinar, em articulação com as famílias e os diferentes parceiros, foi outro ponto forte realçado. Segundo o relatório, o Agrupamento tem implementado diversas medidas de promoção do sucesso, destinadas tanto a alunos com dificuldades de aprendizagem como aos que apresentam capacidades elevadas, entre as quais se salientam as coadjuvações, as tutorias, os apoios educativos e a Turma +. Em 2015-2016, os alunos do ensino básico que beneficiaram de planos de acompanhamento alcançaram taxas de sucesso elevadas (75% no 1.º ciclo, 80% no 2.º e 82% no 3.º).

Em termos de resultados sociais, destaque para a participação das crianças e dos alunos em ações de solidariedade e de voluntariado que promovem a sua responsabilidade cívica.

A liderança do diretor é reconhecida interna e externamente como sendo “empenhada, assertiva, coerente e sensata”.

O Agrupamento é reconhecido pela sociedade local e pela Câmara como um parceiro muito disponível e empenhado, sendo de destacar o seu envolvimento em projetos, designadamente no Mês da Juventude do Oeste e, em especial, no concurso Toma lá Talento.

Como ponto forte foi também realçada a utilização das bibliotecas escolares e a abrangência e consistência do projeto de autoavaliação para o desenvolvimento sustentado, e a elaboração de vários planos de melhoria.

Em resumo, diz o relatório que “o Agrupamento distingue-se pelas práticas exemplares e a sua ação tem produzido um impacto consistente e muito acima dos valores esperados na melhoria das aprendizagens e dos resultados dos alunos e nos respetivos percursos escolares”.

A equipa de avaliação entende que as áreas onde o Agrupamento deve incidir melhoria são na observação sistemática das práticas em sala de atividades/aula, com vista a incrementar a reflexão e o desenvolvimento profissional dos docentes.

“Não está no ADN do AERP a acomodação”

A chave das boas práticas de ensino reconhecidas neste processo de avaliação externa, bem como o reconhecimento nacional é algo que, segundo João Bernardes Silva, “exige maiores responsabilidades e nos incentiva à superação”.

“Não está no ADN do Agrupamento a acomodação. Trabalhar no caminho da excelência tem sido o nosso desígnio, porque é um caminho constante e não apenas um fim”, sublinhou.

Para este responsável a avaliação externa das escolas “reveste-se de grande significado porque permite uma visão do agrupamento por uma equipa especializada e independente”. Para além de reconhecer os pontos fortes, “apresenta várias recomendações/estratégias tendo em vista a melhoria dos pontos menos fortes”.

No ano letivo de 2016-2017 o Agrupamento tinha um total de 2608 alunos e 237 docentes, dos quais 89% pertencem aos quadros e 91% lecionam há dez ou mais anos.

Excelente, muito bom, bom, suficiente e insuficiente, foi a escala de avaliação utilizada.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

La Vie prepara chegada do natal

No âmbito da campanha de natal que decorrerá até dia 23 de dezembro, o La Vie Caldas da Rainha tem um vasto programapreparado. No dia 8 de dezembro pelas 15h00, o Pai Natal vai chegar ao La Vie com o Grupo Motard São Rafael. Traz consigo váriosamigos, entre eles o...

Gaeiras reúne setenta artistas e mil presépios

De 8 a 25 de dezembro vai decorrer, no Convento de São Miguel, nas Gaeiras, a 15a Grande Exposição de Presépios. Duranteestes dias, de quinta a domingo, entre as 14 e as 19 horas, poderão ser vistos cerca de mil presépios de 70 artistas de váriospontos do país....

Venda de presépios com fins solidários

No âmbito do tema aglutinador do Projeto Educativo do Agrupamento de Escolas D. João II “Ser solidário”, e de forma a desenvolver nos alunos o espírito de solidariedade, a interajuda e a cooperação, a reflexão sobre valores e a sensibilidade de olhar para os outros respeitando-os e poder contribuir para melhorar a comunidade, surgiu o projeto “Ser Solidário é DÊ.MAIS”, a envolver as turmas B e F, do 5.ºano de escolaridade, da Escola Básica D. João II das Caldas da Rainha

venda