Q

Previsão do tempo

22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 32° C
22° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 33° C
23° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 36° C

Frutos 2017 levou 105 mil pessoas ao Parque D. Carlos I

Marlene Sousa

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
O presidente da Câmara das Caldas, Fernando Tinta Ferreira fez um “balanço francamente positivo” sobre a forma como decorreu a 29ª edição da Feira Nacional de Hortofruticultura das Caldas da Rainha - Frutos 2017. “Superámos os nossos objetivos em termos de organização de espaço, conforto, apresentação de novos produtos, jornadas técnicas, restauração, bebidas e concertos”, disse, o autarca.
Milhares de pessoas visitaram a Frutos 2017

Entre os dias 18 e 27, famílias inteiras, grupos de jovens, caldenses e visitantes, muitos estrangeiros visitaram e desfrutaram dos vários espaços que ofereceram fruta, gastronomia, artesanato, doçaria, humor e música.

A última noite onde subiu ao palco a banda que move gerações“Xutos&Pontapés” foi a que teve mais público. A organização fechou a bilheteira às 9h45 da noite porque as 16 mil entradas que colocaram como limite no certame já tinha sido ultrapassadas.

Para Tinta Ferreira os espetáculos são a grande atração, porque se “não os tivéssemos, provavelmente muitas pessoas não vinham visitar a feira apesar dos excelentes atrativos que ela tem”. “Os concertos são sem dúvida elementos que trazem público”, sublinhou, o presidente, acrescentado que, “no entanto, as pessoas que vêm aos espetáculos acabam ver e visitar o certame e ter acesso aos produtos e empresas”.

A Frutos 2017, registou 105 mil visitantes e uma receita de 248 mil euros. “O retorno económico desta iniciativa é para a comunidade e para economia local”, afirmou o autarca.

O certame que se pretende reafirmar como “uma montra representativa do que melhor se faz no setor da hortifruticultura em Portugal” voltou a apostar nas jornadas técnicas como um dos pontos fortes da feira.

Tendências de consumo futuras; Modo de produção biológica; Como posso financiar o meu projeto?; Como posso comunicar os meus produtos?; Partilha de experiências de projetos locais, foram alguns temas da competente cientifica destacada pelo autarca. Tinta Ferreira considera que “a vertente técnica deve ser intensificada numa feira nacional de fruta e hortifruticultura”.

O autarca destacou dois parceiros sem “os quais não era possível realizar esta feira”. A ADIO – Associação para o Desenvolvimento Industrial do Oeste e o Centro de Gestão Agrícola de Alvorninha. “É com eles que nós conseguimos ter a facilidade para poder fazer algum tipo de contratações e investimos para este certame”, apontou.

Após 10 dias de Feira dos Frutos, os caldenses elogiaram a iniciativa sublinhando que este ano “houve mais fruta”. Ao JORNAL DAS CALDAS, Ana Cristina Ferreira revelou que foi notório “o crescimento de expositores com fruta”, em relação ao ano passado. “Houve quem tivesse vendido tudo antes da hora do fecho”, contou.

Clara Sousa, destacou os produtos relacionados com a fruta, como compotas, gelados e licores que “também foram uma atração”. “Foi a primeira vez que provei sangria de ginja e estava espetacular”, adiantou, a visitante.

No que diz respeito à restauração, foi visível as enormes filas de espera nomeadamente nos últimos quatro dias. “As bifanas do Retiro dos Amigos eram divinais”, revelou, Joaquim Dias.

Vencedores do prémio “Produto Sabor & Qualidade da Frutos” 2017

Um “fofo de chocolate e alfarroba com cobertura de framboesa” (Pastelaria – Fofos da Rainha); um doce de morango e framboesa (confeitaria – F. Dimas – Sem Segredos); o morango fresco variedade Albion (Frescos – Frescos da Vila | António Luís Leitão) e a Sidra de maçã – Sidrada (Bebidas – Nuno Clímaco) foram os vencedores da edição deste ano do Prémio Produto Sabor & Qualidade, atribuído no âmbito da Frutos 2017 – Feira Nacional de Hortofruticultura das Caldas da Rainha.

Os vencedores foram anunciados no último dia do certame, domingo, 27 de agosto, e em prova estiveram 15 produtos, todos para a categoria Produto Sabor & Qualidade, subdividida em pastelaria, confeitaria, frescos e bebidas.

Para determinar os vencedores de cada uma o júri teve a “difícil” tarefa de provar estes 15 deliciosos produtos e aferir as suas características nutritivas e sensoriais; o que os distingue de produtos semelhantes, o método produtivo e até o processo de comercialização e estratégia de Marketing, entre outros parâmetros.

A ideia da organização do evento ao instituir um galardão desta natureza é premiar o produto agroalimentar em fresco ou transformado, que esteja disponível no mercado, que se distinga pelas suas características sensoriais e de qualidade.

Este Prémio reflete ainda a missão da “Feira dos Frutos”, enquanto “montra representativa do que de melhor se faz no setor agroalimentar”, constituindo também um estímulo à produção de qualidade, diferenciadora, e que se apresente ao mercado de forma inovadora e atrativa para o consumidor.

Premiados Frutos 2017

Pastelaria

Fofo de chocolate e alfarroba com cobertura de framboesa (Fofos da Rainha) – 1º Premio

Tostadas de alfarroba: bolachas com farinha de arroz, alfarroba e tâmaras para adoçar – Gramas com Sabor (Tiago Ferreira) – Menção Honrosa

Pastel de amêndoa, Calé – Industria e Comercio, Lda, Luis Calé – Menção Honrosa

Confeitaria

Doce de morango e framboesa (frutos excedentes de produção própria e típicos da região Oeste) F. Dimas – Sem Segredos – Filipe Dimas Rodrigues – 1º Prémio

Doce de pera rocha e ginja (frutos excedentes de produção própria e típicos da região Oeste) F. Dimas – Sem Segredos, Filipe Dimas Rodrigues – Menção Honrosa

Doce de abóbora com pastel de feijão (criação própria que junta dois sabores tradicionais da região Oeste) Conservas a Oeste Paula Cristina Pereira Sarreira – Menção Honrosa

Frescos

Morango fresco variedade Albion (produção própria no concelho de Mafra) Frescos da Vila, António Luís Leitão – 1º Prémio

Framboesa variedade Kweli (produção própria na região) F. Dimas – Sem Segredos | Filipe Dimas Rodrigues | Menção Honrosa

Bebidas

Sidra de maçã – Sidrada (sidra natural constituída por 100% de sumo de maçã fermentada com 3 variedades de maçã. Nuno Climaco – 1º Prémio

Espumante de Sidra de Maçã Bruto – sidrada (espumante de sidra natural constituído por 100% de sumo de maçã fermentada | Nuno Climaco – Menção Honrosa

Licor creme de pastel de nata (100% natural com uma graduação de 16% vol) – Chocolicor, Lda – Menção Honrosa

Marlene Sousa

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Macroalga da costa de Peniche pode retardar envelhecimento da pele

Os extratos enriquecidos em florotaninos e outros componentes obtidos a partir de uma macroalga recolhida na costa de Peniche apresentam um marcado efeito inibidor sobre as enzimas colagenase e elastase, responsáveis pela degradação da matriz da pele e diretamente relacionadas com o processo de envelhecimento cutâneo, aponta uma investigação levada a cabo por uma equipa do MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente do Politécnico de Leiria. A investigação originou um pedido de patente, que foi agora aprovada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

alga

Secretário-geral do PSD foi à Expotur apoiar o partido local

O secretário-geral do PSD, Hugo Soares, esteve na passada quinta-feira na Expotur - Festa de Verão, em Caldas da Rainha,onde sublinhou que “viemos dar o nosso apoio ao PSD de Caldas da Rainha”, adiantando que “recuperar esta CâmaraMunicipal para o partido é também...

hugo soares

Aluno da ESAD.CR quer promover música da região no Brasil

Marcelo Domingues, aluno de Gestão Cultural na Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, está desenvolver um projeto para o mestrado, procurando mapear a cena musical em todo distrito de Leiria, com o objetivo de conectar e exportar a música desta região internacionalmente, em especial para o Brasil. 

rimel