Q

Previsão do tempo

17° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 28° C
  • Wednesday 27° C
17° C
  • Monday 26° C
  • Tuesday 29° C
  • Wednesday 28° C
17° C
  • Monday 28° C
  • Tuesday 31° C
  • Wednesday 30° C

Foi há 90 anos que a vila das Caldas da Rainha foi elevada à categoria de cidade

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Este ano foi no Largo Frederico Ferreira Pinto Basto, em frente ao Café Creme, que se comemorou o 90º aniversário da data em que foi decretada a elevação da vila das Caldas da Rainha a cidade. A sessão, que teve direito a um bolo de aniversário gigante, também contou com a atuação da Banda Comércio e Indústria.
Abilio Camacho e Tinta Ferreira sopraram as velas

A ideia de comemorar esta data na freguesia de Santo Onofre partiu do presidente da União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro, Abílio Camacho visto que no passado coube ao presidente da União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório a escolha do sítio.

Na cerimónia estiveram presentes vários autarcas e entidades caldenses juntaram-se às celebrações do presidente da União de Freguesias de Santo Onofre e Serra do Bouro, que realçou a importância desta data para a história das Caldas da Rainha.

Tinta Ferreira, presidente da Câmara das Caldas, recordou que o decreto-lei de 26 de novembro de 1926, que entrou em vigor em agosto de 1927, oficializou a categoria de cidade, por considerar que a vila das Caldas da Rainha, “graças à atividade dos seus habitantes, graças às excelências das suas termas, adquiriu um desenvolvimento que bem justifica a sua elevação”. “Hoje em dia é muito corriqueiro, qualquer vila ser elevada a cidade”, afirmou o presidente da Câmara Municipal.

Para o autarca, “temos o dever de assinalar essa elevação com um momento solene”, e cabe a cada freguesia organizar as suas festas de elevação. “A cidade hoje tem duas freguesias, sendo que cada ano uma fica responsável pela organização desse feito”, explicou Tinta Ferreira. Destacou também que as Caldas da Rainha tem mais de trinta mil habitantes, e um grande núcleo urbano, o que faz dela, “uma cidade forte com um grande futuro”, e isso “é muito importante valorizar”.

Após os discursos, cantou-se o “Fado das Caldas” e partiu-se o bolo de aniversário.

Mariana Martinho

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Suspeitos de furtos de metais não preciosos

A GNR do Cadaval e o Núcleo de Investigação Criminal de Alenquer da GNR detiveram dois homens, de 33 e 47 anos, no dia 2 de agosto, na sequência de uma investigação por furtos de metais não preciosos. Foi dado cumprimento a quatro mandados de busca, duas...