Q

Previsão do tempo

21° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 20° C
21° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 20° C
21° C
  • Wednesday 23° C
  • Thursday 19° C
  • Friday 21° C

Quinta da Granja aposta no setor frutícola

16 de Agosto, 2017
A Quinta da Granja, no concelho do Bombarral, é das mais antigas da região, havendo relatos da sua existência no século treze, sendo um local com um património invejável. De há uns anos a esta parte, a quinta tem vindo a ser recuperada e valorizada e nesta altura existe uma aposta forte na fruticultura, com destaque para a produção de pera rocha e maçã.
Aspeto dos pomares da Quinta da Granja

“Produzimos cerca de mil toneladas de fruta e para isso, dadas as características da quinta, temos que ter condições de rega, e nesse aspeto toda ela está abrangida”, isto porque “nem todos os terrenos são em várzea, existem encostas e se não fosse a rega não conseguiríamos estes números de produção”, revelou Pedro Matos Silva, proprietário da Quinta da Granja.

Com 90 hectares, o que “no Alentejo é pouco mas no Oeste é uma grande dor de cabeça”, a aposta passa por não expandir mais a produção. “O que fazemos é a renovação de pomares, ou seja, os mais velhos vão sendo renovados”, relatou.

A fruta produzida na Quinta da Granja é maioritariamente exportada. “Nós temos certificações de qualidade muito exigentes. É esse o principal motivo de conseguirmos exportar a maioria da nossa produção, com destaque para Inglaterra, Irlanda e Brasil”, salientou Pedro Matos Silva.

A campanha deste ano é equivalente à do ano transato e os calibres são bastante razoáveis, sendo que “colocamos nos pomares mais de cem pessoas durante três semanas. Essa é uma das dificuldades que nós temos. Não é fácil adquirir pessoas para apanha dos frutos o que é um paradoxo. Num país com 470 mil desempregados não se percebe a dificuldade em captar pessoas”. Perante isto “tivemos que recorrer a empresas direcionadas para este tipo de serviços e tem sido assim que conseguimos ultrapassar este obstáculo”. De salientar que “chegámos a promover um projeto piloto denominado Jovens e Pêras para angariação de estudantes, o que até dada altura correu bem”, no entanto, “atualmente os jovens não estão vocacionados para este tipo de serviço. Claro que ainda vão aparecendo oriundos de vários pontos do país e com diversas formações académicas”, frisou Pedro Matos Silva.

O gerente da Quinta da Granja acredita que no futuro tudo possa melhorar, dado que “esta atividade é muito difícil, com uma grande concorrência. As grandes superfícies abusam no esmagamento dos preços e perante isto a solução foi a exportação”. Por outro lado, “estamos a apostar noutras formas de desenvolvimento da quinta, quer para a realização de eventos, quer para a dinamização de hotel rural. Os projetos estão em curso, até porque a quinta está muito bem situada, sendo atravessada pela Nacional 8 e A8, pelo que tem as condições necessárias para ter sucesso nestes novos projetos”, disse Pedro Matos Silva.

João Paulo Basto

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

PS assume presidência da Câmara e PSD lidera Assembleia Municipal

O socialista Ricardo Fernandes tomou posse na passada sexta-feira de mais um mandato como presidente da Câmara Municipal do Bombarral, durante a cerimónia de instalação dos órgãos municipais para 2021-2025. Na sessão, no Teatro Eduardo Brazão, foi eleito o presidente da Assembleia Municipal, que passou a ser Élio Leal, do PSD.

tomada bombarral1 1

Atribuição de 75 bolsas de estudo nas Caldas

Decorre até 12 de novembro o prazo para apresentação das candidaturas para atribuição de 75 bolsas de estudo, no valor unitário de 800 euros, relativas ao ano letivo 2021/2022, destinadas a alunos oriundos de agregados familiares carenciados que pretendam prosseguir estudos em estabelecimentos de ensino superior sediados fora do concelho das Caldas da Rainha.

pexels stanley morales 3186386

Clube de Leitura presencial

A Biblioteca Municipal das Caldas da Rainha acolhe a realização do Clube de Leitura em formato presencial, organizado pelas leitoras Marta Ambrósio e Elisa Santos, no dia 30 de outubro, pelas 15h00.