Q

Previsão do tempo

13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
13° C
  • Thursday 14° C
  • Friday 14° C
  • Saturday 13° C
Crónica

Casal caldense viaja pelo mundo

Joana Oliveira e Tiago Fidalgo

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Avistámos um grande placard publicitário dizendo "Bonjour" e, assim, sem que nos pudéssemos dar conta do tempo que voou, cruzámos a fronteira para o último país desta nossa volta ao mundo, depois de outros 33 já visitados – o Canadá!
Fotografia tirada em Sherbrooke, no Canadá

Ao contrário do que aconteceu à chegada aos Estados Unidos da América, no posto fronteiriço cumpriram o protocolo (com um rol infinito de perguntas em duplicado), sempre de forma educada e com muito respeito, tendo-nos desta forma sentir muito bem-vindos. Além de aliviados e felizes! Na primeira cidade que pisámos, logo depois da travessia, nem tudo correu como esperávamos, por entre chuva e acontecimentos menos simpáticos, mas tivemos a sorte e a bênção de mais tarde cruzarmos os nossos caminhos com canadianos típicos: gentis, prestáveis e sorridentes.

Em Sherbrooke, uma cidade pequenina na província francófona do Quebec, ficámos os primeiros dias; e foi durante os mesmos que descobrimos também os primeiros encantos das redondezas. Ruas antigas, prédios cuidados, parques em redor de lagos, rios e barragens, trilhos, flores, feirinhas e lojas: num clima pitoresco, com a especial particularidade de por toda a cidade existirem pinturas nos demais edifícios que nos remetem para tempos antigos e para a vida outrora vivida ali.

Já em Quebec, na capital da província, deixámo-nos apaixonar pela mais antiga cidade da América do Norte e a verdade é que há poucas palavras que o possam descrever na sua plenitude! O centro parece-se com uma vila de outros tempos, com todas as casas muito arranjadinhas. As flores coloridas em cada entrada e cada parapeito de janela, os músicos no seu jazz afinado, os telhados vermelhos e o céu azul do mar. As vistas, e até as pessoas: tudo nos remeteu para um tempo que não o nosso. Ouvimos sempre dizer que sim, seria esta a cidade de eleição por aqui. E é mesmo, de tão bonita que é. Tudo lhe dá graça, até mesmo os sinais de Stop que por todo o mundo assim se escrevem e que aqui lhes podemos ler “Arrêt”! Mas a vida, essa, por aqui, não se sente tão diferente assim. Os hábitos acabam por ser os mesmos e a cultura também. Os supermercados, os mercados, as escolas e hospitais, as estradas, as rotinas e as pessoas.

E, assim, entre cidades, sorrimos perante a beleza das montanhas e paisagem envolventes e, também, pela facilidade e segurança com que pudemos andar à boleia, conhecer pessoas e fazer amigos, falando sempre em francês! – Mas a nossa aventura não se fica por aqui até ao nosso desejado regresso.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeito de homicídio terá sido ajudado

Luís Lopes, o homem acusado pelo Ministério Público (MP) de homicídio qualificado e profanação de cadáver do seu companheiro, em abril do ano passado, em Adão Lobo, no concelho do Cadaval, não será o único arguido a sentar-se no banco dos réus, no início do julgamento, a 18 de março, às 14h00, no Tribunal de Loures, sede da Comarca de Lisboa Norte.

crime

Ciclista da Ribafria venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters

Um ciclista do CRP Ribafria | Grupo Parapedra – Dinazoo – Riomagic venceu a primeira etapa da Taça de Portugal de Masters em Taveiro – Coimbra, no dia 25 de fevereiro. É uma corrida em que os atletas competem pela liderança entre escalões, sendo esta prova composta por cinco etapas.

ciclista