Q

Previsão do tempo

14° C
  • Wednesday 20° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 16° C
14° C
  • Wednesday 21° C
  • Thursday 17° C
  • Friday 17° C
15° C
  • Wednesday 22° C
  • Thursday 18° C
  • Friday 17° C

Associação comercial não intervém em “negócios privados”

Mariana Martinho

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
Quem percorre os pequenos Centros Comerciais da cidade percebe que existem dezenas de lojas vazias à espera de um novo dono, uma situação que nunca antes foi vivida. Como tal, o JORNAL DAS CALDAS questionou o presidente da Associação Empresarial das Caldas da Rainha Óbidos e Oeste (ACCCRO), Paulo Agostinho, quais seriam as estratégias para contrariar esta tendência.

Primeiramente, Paulo Agostinho alertou que “os centros comerciais são espaços privados de negócios, com investidores e uma administração privada, que têm como missão a gestão e dinâmica dos mesmos”. Por isso, sublinhou que “não cabe a nenhuma outra entidade qualquer intervir na gestão e na estratégia desses negócios”.

“A ACCCRO conhece a realidade dos diversos pequenos centros comerciais da cidade, mas não tem, nunca teve e não terá no futuro qualquer intervenção na gestão ou na definição das estratégias que esses ou quaisquer outros negócios privados devem implementar”, explicou.

Mesmo assim, relatou que a ACCCRO “tem sempre definidas diversas estratégias de apoio à gestão das empresas, também porque é essa uma das suas tarefas”. Deu como exemplo o projeto conjunto de investimento, no âmbito do “Comércio Investe” protagonizado pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, em que “quinze empresas do centro da cidade das Caldas da Rainha investiram para modernizar as suas empresas e conseguir enfrentar os novos desafios com melhores e mais competências e ferramentas”.

No âmbito do “Comércio Investe”, o presidente da ACCCRO referiu que “só foram aprovados em Portugal 21 projetos conjuntos, sendo um deles nas Caldas da Rainha, o que reforça o trabalho que estamos a desenvolver no apoio às empresas”.

“A associação tem apresentado as medidas e as estratégias, mas caberá sempre às entidades a decisão de investirem nas suas competências”, frisou Paulo Agostinho, acrescentando que a ACCCRO tem realizado “inúmeros projetos no espaço público, sendo o projeto de Natal das Caldas da Rainha o mais emblemático, que tentam trazer mais dinâmica e tornar a cidade mais apelativa e confortável como local de destino dos consumidores, e desta forma trazer mais público para a cidade, o que acaba por beneficiar todo o tecido empresarial”.

Questionado sobre o que deve ser feito para contrariar esta tendência nos pequenos centros comerciais, Paulo Agostinho declarou que “o boom da construção levou a que muitos projetos imobiliários nos centros das cidades, e podemos constatar esta realidade espelhada em todo o pais, contruíssem pequenos centros comerciais, a maioria sem quaisquer condições para os negócios que neles investiram, que têm muitas dificuldades de sobrevivência dado que a oferta de espaços comerciais é já muito superior à procura”.

“Este panorama é também o resultado da total ausência de estratégias da maioria das autarquias, que unicamente viram nestes projetos mais um meio de rendimento para as Câmaras Municipais”, afirmou o responsável, adiantando que “existem projetos realizados em algumas cidades que conseguiram inverter o ciclo negativo destes espaços comerciais, através do posicionamento da área de negócios dos mesmos e assim tornarem-se alternativas credíveis para determinados nichos de mercado de consumo”.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

“É preciso criar uma maior consciencialização ambiental na população”

Emídio Sousa fez o seu primeiro ato público como secretário de Estado do Ambiente nas Caldas da Rainha, no âmbito da sessão de abertura da 30ª edição das Jornadas Pedagógicas de Educação Ambiental, que decorreram no Centro Cultural e de Congressos (CCC) entre os dias 19 e 21 de abril.

jornadas

Dino D’ Santiago no concerto de 14 de maio

Este ano o tradicional concerto de 14 de maio com o palco colocado na Praça 25 de Abril, junto ao edifício da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, será protagonizado pelo músico e compositor Dino D' Santiago, atualmente um dos artistas mais aclamados pelo público em Portugal.

dino santiago