Q

Previsão do tempo

28° C
  • Wednesday 25° C
  • Thursday 24° C
  • Friday 23° C
28° C
  • Wednesday 26° C
  • Thursday 25° C
  • Friday 23° C
28° C
  • Wednesday 28° C
  • Thursday 27° C
  • Friday 25° C

Exposição “Como a Anestesiologia Mudou o Mundo”

Marlene Sousa
29 de Março, 2017
O Museu do Hospital e das Caldas inaugurou no passado dia 25 a exposição itinerante da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia intitulada “Como a Anestesiologia Mudou o Mundo”, sobre a história e a atualidade desta especialidade médica.
Mostra no Museu do Hospital e das Caldas

A mostra de 24 painéis estará patente na sala de exposições temporárias e no átrio das consultas externas até 24 de abril.

Produzida pela Sociedade Portuguesa de Anestesiologia, a exposição já esteve em vários hospitais do país e por proposta do médico Joaquim Urbano, diretor do Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar do Oeste (CHO), foi acolhida nas Caldas.

Joaquim Urbano é anestesiologista desde 1982 e diz que esta especialidade da medicina tem a sua génese “no controlo, ausência ou alívio da dor” e é uma das que “mais evoluiu nos últimos anos e um dos marcos mais importantes no processo da humanidade”. “A necessidade de abolir a dor impulsionou o homem na invenção e na descoberta de produtos e técnicas para o conseguir”, referiu.

Nascida da necessidade de aliviar o sofrimento físico e consequentemente emocional, a anestesiologia foi também a pioneira da criação da medicina da dor, valência que aprofunda o estudo dos mecanismos de dor e do seu alívio, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos doentes com dor aguda e crónica.

A 16 de outubro de 1846, Edward Abbot fez a primeira demonstração pública da anestesia geral. No entanto, a anestesiologia não se ficou pela reinvenção da cirurgia, criou equipas de especializadas em reanimação cardiorrespiratória, implementando as unidades de emergência médica intra e extra-hospitalar e o transporte do doente crítico, essenciais para o cuidado dos doentes que necessitam de intervenção médica urgente.

Para Joaquim Urbano, é inquestionável a importância do papel do anestesiologista que “inicialmente estava limitados ao bloco operatório à anestesia cirúrgica” e agora tem um papel vasto no âmbito da anestesia em várias áreas como no parto, medicina intensiva, medicina da dor crónica, medicina de emergência e nos cuidados paliativos”.

O médico destacou que a exposição pretende veicular o papel decisivo desta especialidade médica no progresso da ciência, da medicina e da humanidade.“Está montada de uma forma muito leve e interessante e permite ao público em geral ter uma noção exata o que é a anestesia atualmente em Portugal”, apontou.

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Praxe solidária vai vender mil exemplares do JORNAL DAS CALDAS

No dia 20 de outubro voltará à vida uma nova edição da praxe solidária na cidade caldense. Organizada pelo Grupo Académico das Caldas da Rainha, vai consistir na venda de jornais à população, realizada a pé pelos alunos da Escola Superior de Artes e Design, novos e antigos, sendo que o valor vai reverter para uma associação sem fins lucrativos local.

praxe

“Caldas Levanta-te”

No dia 23 de outubro todas as paróquias da Diocese de Lisboa irão dar a conhecer à sua comunidade juvenil paroquial a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Lisboa em 2023. Assim, também a paróquia de Caldas da Rainha está a preparar um encontro para este dia, com o projeto Say Yes, intitulado “Caldas Levanta-te".

Ferido no mar

O dispositivo de nadadores salvadores da Nazaré prestou auxílio na passada segunda-feira a um turista do Bangladesh, que ao tomar banho no mar levou com uma onda, tendo lesionado um braço.

bangla