Q

Previsão do tempo

12° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 9° C
  • Monday 10° C
12° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 9° C
  • Monday 10° C
13° C
  • Saturday 11° C
  • Sunday 9° C
  • Monday 10° C

Comissão alerta para necessidade de mais comboios na Linha do Oeste

EXCLUSIVO

ASSINE JÁ
“Os utentes da Linha do Oeste estão a ser confrontados com uma nova vaga de supressões de comboios, no troço entre Caldas da Rainha e Meleças, fruto da cada vez maior falta de composições em circulação. Já se chegou ao ponto de substituir comboios por autocarros alugados”, alerta a Comissão Para a Defesa da Linha do Oeste.

Segundo a comissão, “a CP deixou de investir há largo tempo em composições a “diesel” e na recuperação das que ainda tem ao serviço. Entretanto, como a eletrificação da Linha do Oeste tarda, há cada vez menos material circulante para garantir o tráfego normal e muito menos, as eventuais avarias ou acidentes”.

“Como se tal não chegasse, a CP decidiu dispensar para a Linha do Douro, a única automotora mais recente – a 592 – que assegurava o comboio inter-regional entre as Caldas da Rainha e Coimbra. Agora, este serviço passará a ser feito pelas UDD e pelas Allan, bem mais velhas e muito menos confortáveis”, adianta.

Para a comissão, “em termos gerais, estamos a assistir a uma degradação da qualidade do serviço prestado pela CP na Linha do Oeste, depois de nos anos mais recentes o número de passageiros ter subido, devido a uma melhoria dos horários, redução dos tempos de percurso e mais comboios”.

A comissão considera “muito preocupante” esta situação, que “poderá contribuir para afastar, de novo, os passageiros da Linha e com isto ficar em causa o processo de requalificação e modernização da Linha do Oeste”.

Sublinha também que “já deveria ter sido lançado o concurso para a obra de eletrificação do troço entre Meleças e Caldas da Rainha, o que não sucedeu, fazendo resvalar a conclusão da modernização desta parte da Linha do Oeste para depois do previsto, com graves consequências para os utentes”.

“Quanto mais tempo passar sem a eletrificação da Linha, mais se agravará a falta de composições e se degradará a qualidade do serviço prestado, sustenta, defendendo que a CP “deve, de imediato, não só repor a “592” daqui retirada, como reforçar o número de composições a circular, para evitar as anomalias verificadas nas últimas semanas” e exige que a Infraestruturas de Portugal “lance com a maior urgência o concurso da obra de eletrificação do troço Meleças/Caldas da Rainha”.

Foram já solicitadas audiências ao presidente do Conselho de Administração da CP e ao secretário de Estado das Infraestruturas para expor estas preocupações.

(0)
Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Suspeitos de pesca ilegal fogem à GNR

O Subdestacamento de Controlo Costeiro da Nazaré da GNR apreendeu seis quilos de meixão naquele concelho, no passado dia 24, no âmbito de uma ação de fiscalização levada a cabo com o objetivo de combater a captura ilegal de enguia europeia, vulgarmente conhecida...

meixao 1

Infantis de Óbidos em bom plano

A equipa de infantis do clube Óbidos Criativa competiu, no passado dia 21 na XXX Taça Vale do Tejo, nas piscinas municipais de Alcobaça. Mara Cotrim, Leonor Martins, Leonor Silva, Justin Borges, Tiago Correia e Pedro Capinha foram os jovens que nadaram com as cores...

infantis 2

Óbidos Cycling Team quer ser referência em sub-23

Nasceu a Óbidos Cycling Team sob a égide do Município de Óbidos, concretizando o sonho do diretor e manager da equipa, Micael Isidoro, ex-ciclista profissional licenciado em treino desportivo com especialização na área do ciclismo, pós-graduação e mestrado em alto...

cycling