Q

Previsão do tempo

16° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 25° C
  • Wednesday 21° C
16° C
  • Monday 22° C
  • Tuesday 26° C
  • Wednesday 22° C
16° C
  • Monday 23° C
  • Tuesday 27° C
  • Wednesday 23° C

Deco promove sessão para seniores aprenderem a evitar vendas enganosas

Mariana Martinho
6 de Dezembro, 2016
Com o apoio do Fundo para a Promoção dos Direitos dos Consumidores, a associação de defesa do consumidor - DECO encontra-se a promover a campanha informativa “Sénior + Ativo: Consumidor Informado, Consumidor protegido”, a nível nacional, de forma a evitar que os seniores sejam alvo de vendas agressivas ou enganosas, uma situação que levou mais de 1700 consumidores mais idosos a queixarem-se à associação no primeiro semestre do ano.
A sessão decorreu no Clube Sénior de Caldas da Rainha

Na sessão que decorreu no passado dia 24, no Clube Sénior de Caldas da Rainha, os idosos presentes foram alertados sobre vários temas, como as práticas enganosas e agressivas, prevenção e dicas sobre bem-estar e alimentação, o saber comprar – conselhos e cuidados a ter nas compras e na banca.

Segundo João Poseiro, jurista da delegação de Santarém da Deco, “esta ação de parceria com o projeto CLDS 3G (Contratos Locais de Desenvolvimento Social 3G) visa capacitá-los de fazerem escolhas informadas e seguras para evitar problemas de consumo, e tornar os consumidores mais protegidos relativamente às vendas enganosas”.

“A maioria das vendas agressivas é realizada numa visita à casa do consumidor ou por telefonemas, incentivando à aquisição de produtos e serviços de forma irrefletida”, explicou o jurista da Deco, alertando os consumidores para “pensarem duas vezes antes de assinar um contrato, lerem atetamente e não assinar se não compreenderem bem o que propõem”. Aliás, referiu que ”se sentir pressão para assinar no momento, desconfiem”.

Em caso de “vendas agressivas”, o representante da Deco referiu que o consumidor pode desistir destes contratos no prazo de 14 dias seguidos após a assinatura ou da entrega do produto, sem ter que alegar qualquer motivo ou pagar quantia, por escrito através de carta registada.Também informou os seniores que podem solicitar desde logo o livro de reclamações ou então procurar os centros de arbirtagem de resolução de problemas de consumo.

“Muitas destas práticas têm como alvo preferencial a população idosa”, salientou João Poseiro, pois tem “maior vulnerabilidade, menos informação e são mais fáceis de exercer pressão para comprarem produtos ou serviços que não desejam”. Deu como exemplo as cadeiras massajadoras, os colchões, os aparelhos auditivos, as massagens curativas e as enciclopédias, que também são vendidas em excursões.

“O grande desafio é promover uma melhor qualidade de vida junto da população sénior, através do reforço dos seus direitos enquanto consumidores”, concluiu o responsável.

Mariana Martinho

Comentários
.

0 Comentários

Deixe um comentário

Últimas

Artigos Relacionados

Deco Ribatejo e Oeste já é um centro Eusoudigital

A Deco (associação de defesa do consumidor) aceitou o convite do programa Eusoudigital e promove a capacitação dos consumidores da região Ribatejo e Oeste para a transição digital.

deco

VASP desrespeita decisão do tribunal e continua a cobrar taxas aos seus agentes

A Associação Nacional de Vendedores de Imprensa (ANVI) vem divulgar o desrespeito total da VASP - Distribuidora de Publicações, SA, ao cumprimento das ordens do tribunal, providência cautelar de 9 de julho de 2021 e despacho do dia 9 de setembro de 2021, que suspendeu a taxa diária de distribuição.